Cade aprova compra da Rapidão Cometa pela FedEx

Negócio foi anunciado em 29 de maio e aprovado pelo conselho sem restrições, na última quarta-feira (26)

Michelin compra a empresa brasileira Sascar por R$ 1,6 bi
Cade instaura processo contra Correios por suspeita de concorrência desleal
Correios planejam aquisição de parte de empresa aérea de cargas

A compra da Rapidão Cometa pela FedEx, foi aprovada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), sem restrições. O negócio, anunciado em 29 de maio, recebeu o aval do órgão antitruste por unanimidade nesta quarta-feira (26). O valor da aquisição não foi divulgado.

A FedEx é uma empresa americana de entregas expressas. A Rapidão Cometa, por sua vez, é uma das representantes autorizadas da FedEx no Brasil há mais de uma década.

A Superintendência-Geral do Cade analisou os efeitos do negócio em três segmentos: encomendas expressas, transporte rodoviário e aéreo de carga, e agenciamento de fretes.

“Os três setores contam com concorrentes nacionais e estrangeiros efetivos. Assim, não há que se falar, a princípio, em prejuízos concorrenciais em virtude da operação”, destaca o parecer da Superintendência, que recomendou dar o aval ao negócio sem restrições, entendimento seguido pelo Cade.

COMMENTS