Marinha do Brasil aumenta participação na defesa das fronteiras

Operação Ágata 5 busca reduzir a incidência dos crimes de fronteira e ambientais, coibindo as ações do crime organizado. Ação conjunta entre Marinha, Exército e Aeronáutica é coordenada pelo Ministério da Defesa

MAN amplia participação no Exército Brasileiro com mais de 600 caminhões militarizados
Marinha do Brasil tem 73 vagas para corpo de engenheiros em concurso
Helibras fecha acordo com a AGS para transporte de turbinas para helicópteros das Forças Armadas

A Marinha do Brasil intensificou a participação na Operação Ágata 5,nos Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e Mato Grosso do Sul. A operação busca reduzir a incidência dos crimes transfronteiriços e ambientais, coibindo as ações do crime organizado.

A atuação da Marinha compreende a patrulha e inspeção naval nos mares, rios e lagos da região, além de empregar aeronaves do 5º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral em ações de patrulhamento, missões de socorro, salvamento e de evacuação aero médica.

Os Estados envolvidos na ação estão sob jurisdição do Comando do 5º Distrito Naval, que vai destacar para a operação, o Rebocador de Alto-Mar “Tritão”(R21), o Navio-Patrulha “Babitonga”(P63), as lanchas da Capitania dos Portos do Rio Grande do Sul, da Capitania Fluvial do Rio Paraná, das Delegacias Fluviais de Uruguaiana e de Guaíra.

A Operação Ágata 5 é realizada em conjunto com as três Forças Armadas (Marinha, Exército e Aeronáutica) coordenadas pelo Ministério da Defesa.

COMMENTS