Sistema de controle de balsas começa a ser implantado na travessia Guarujá-Bertioga (SP)

Segundo concessionária, projeto deve estar pronto em 120 dias em todo Estado e vai demandar e investimentos da ordem de R$ 5,19 milhões

Estiagem prejudica transporte de combustível para RO, AM e MT
Túnel que ligará Santos ao Guarujá terá pedágio
Rolls-Royce vai fornecer propulsores para balsas na Escócia

A travessia de balsa entre Guarujá e Bertioga no litoral paulista, é a primeira a receber o novo sistema de controle desenvolvido pelo Consórcio Ergos Brasil, empresa licitada pela Dersa para o desenvolvimento do Sistema Integrado de Comunicação, Gerenciamento e Informações nas Travessias Litorâneas.

O trecho foi escolhido porque é o mais próximo da base do Consórcio e não tem um volume muito grande de tráfego. “Assim vai ser mais fácil a gente medir os resultados e as dificuldades, antes de partirmos para as demais”, disse Maxwell Rodrigues, Vice-Presidente da HTS Brasil e gestor do Consórcio Ergos Brasil.

Com o novo sistema, a DERSA vai poder controlar a espera nas balsas por meio de câmeras OCR (Optical Character Recognition) on-line e de verificação das placas dos veículos. Nas áreas de embarque, serão implantadas câmeras de segurança para o controle de navegação. Mais de 60 câmeras serão monitoradas por um CCO, Centro de Controle Operacional, montado no estaleiro do Guarujá.

Com o novo sistema, os usuários vão ter acesso ao tempo de espera antes do embarque em todo o sistema de travessias do Estado de São Paulo. A informação será exibida em painéis eletrônicos. Os sete sistemas de travessia são: São Sebastião/ Ilhabela, Santos/Guarujá, Vicente de Carvalho/ Praça da República, Cananeia/ Ilha Comprida, Iguape/ Jureia e Cananeia/Continente.

O projeto tem prazo estimado de implantação de 120 dias e investimentos da ordem de R$ 5,19 milhões.

COMMENTS