Sistema de controle de balsas começa a ser implantado na travessia Guarujá-Bertioga (SP)

Segundo concessionária, projeto deve estar pronto em 120 dias em todo Estado e vai demandar e investimentos da ordem de R$ 5,19 milhões

ICMS cria cenário de turbulência na região Norte
Dersa define responsável pelo novo sistema de controle de balsas de São Paulo
GTM Máquinas lança guindaste de 102 metros de altura

A travessia de balsa entre Guarujá e Bertioga no litoral paulista, é a primeira a receber o novo sistema de controle desenvolvido pelo Consórcio Ergos Brasil, empresa licitada pela Dersa para o desenvolvimento do Sistema Integrado de Comunicação, Gerenciamento e Informações nas Travessias Litorâneas.

O trecho foi escolhido porque é o mais próximo da base do Consórcio e não tem um volume muito grande de tráfego. “Assim vai ser mais fácil a gente medir os resultados e as dificuldades, antes de partirmos para as demais”, disse Maxwell Rodrigues, Vice-Presidente da HTS Brasil e gestor do Consórcio Ergos Brasil.

Com o novo sistema, a DERSA vai poder controlar a espera nas balsas por meio de câmeras OCR (Optical Character Recognition) on-line e de verificação das placas dos veículos. Nas áreas de embarque, serão implantadas câmeras de segurança para o controle de navegação. Mais de 60 câmeras serão monitoradas por um CCO, Centro de Controle Operacional, montado no estaleiro do Guarujá.

Com o novo sistema, os usuários vão ter acesso ao tempo de espera antes do embarque em todo o sistema de travessias do Estado de São Paulo. A informação será exibida em painéis eletrônicos. Os sete sistemas de travessia são: São Sebastião/ Ilhabela, Santos/Guarujá, Vicente de Carvalho/ Praça da República, Cananeia/ Ilha Comprida, Iguape/ Jureia e Cananeia/Continente.

O projeto tem prazo estimado de implantação de 120 dias e investimentos da ordem de R$ 5,19 milhões.

COMMENTS