Aeronaves apreendidas por uso no tráfico são doadas a Estados

Ação faz parte do Programa Espaço Livre que pretende destinar as aeronaves que atualmente estão sob custódia da Justiça e ocupam espaço nos aeroportos brasileiros, para o uso em órgãos públicos

American Airlines pede concordata nos EUA
Infraero divulga maquete virtual do aeroporto de Manaus (AM)
Embraer anuncia série de vendas em evento na França

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministro Ayres Britto, e a corregedora Nacional de Justiça, ministra Eliana Calmon, realizaram a entrega de 16 aeronaves de pequeno porte para uso compartilhado do Poder Judiciário e das Forças de Segurança Pública de 11 estados brasileiros.

As aeronaves foram apreendidas por serem usadas para o tráfico de drogas e serão doadas aos estados do Acre, Amazonas, Bahia, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraná, Piauí, Rondônia e Tocantins.

A ação faz parte do Programa Espaço Livre, que tem como objetivo remover dos aeroportos brasileiros as aeronaves sob custódia da Justiça que estão paradas e sob risco de perecimento.

COMMENTS