Leandro Totti vence a etapa goiana da Fórmula Truck

Com a vitória, Totti, da Mercedes, acaba com o jejum de 5 anos e assume a quarta posição na tabela de classificação. Próxima etapa da competição acontece no dia 8 de julho, em São Paulo

ESL lança sistema de Conhecimento Eletrônico (CT-e)
Cobrança do eixo suspenso em SP tem impacto entre 12,5% e 33,3%
O que esperar de 2013?

O piloto paranaense da ABF Racing Team, Leandro Totti, conduziu o Mercedes-Benz número 73 ao primeiro lugar na quarta etapa, realizada em Goiânia, do Campeonato Brasileiro, assumindo a quarta posição na tabela de classificação e colocando um ponto final em um jejum de vitórias que já se estendia por 5 anos. A marca fez dobradinha no Autódromo Internacional Ayrton Senna, com Wellington Cirino, da ABF/Mercedes-Benz, em segundo.

Disputada sob calor de mais de 30 graus, a etapa teve dois pilotos da Volvo no pódio. O paranaense João Marcos Maistro, da Clay Truck Racing, repetiu seu melhor resultado na categoria, ao terminar em terceiro lugar, enquanto o paulista Paulo Salustiano, da ABF/Volvo, foi quinto. A quarta posição foi conquistada pelo paulista Fred Marinelli, piloto do Iveco de sua própria equipe, a Marinelli Competições.

Foi a primeira corrida do ano em que líder e vice-líder do campeonato não estiveram no pódio. O pernambucano Beto Monteiro, primeiro na tabela, foi o décimo colocado, prejudicado pelo estouro de um pneu traseiro esquerdo no caminhão número 88 da Scuderia Iveco. O paulista André Marques abandonou com problemas mecânicos no MAN-Volkswagen da RM Competições.

Acidente

Geraldo Piquet, filho mais velho de Nelson Piquet, sofreu um grave acidente em uma disputa por posições. Ele acabou atingindo a traseira do veículo do rival José Maria Reis. O piloto perdeu o controle de seu caminhão, que ficou destruído, mas saiu da cabine apenas com uma contusão no braço.

“Ele freou um pouco antes, não tive para onde ir. Se desviasse para a esquerda, iria atingir a cabine dele. Foi coisa de corrida. Os médicos levantaram a suspeita de fratura no meu cotovelo, mas foi só uma luxação. Foi tudo muito rápido, mas fiquei tranquilo, sabia que estava tudo bem. Agora, só o que eu tenho na cabeça é a dúvida quanto à próxima etapa”, explica Piquet, que vai precisar construir um caminhão novo para a etapa de São Paulo, no dia 8 de julho.

COMMENTS