Brado e Santos Brasil intensificam parceria para escoamento de cargas por ferrovia

Brado e Santos Brasil intensificam parceria para escoamento de cargas por ferrovia

Empresas estimam movimentar cerca de oito mil contêineres até o fim do ano no Terminal da Santos Brasil. Percurso será utilizado majoritariamente para o escoamento de algodão, açúcar, soja e suco, além de produtos frigorificados

Brado Logística passa a consolidar transporte de madeira
Brado Logística vai investir 80% do orçamento em aquisição de equipamentos em 2012
Brado realiza operação inédita com tabaco em contêiner

A Brado Logística e a Santos Brasil firmaram um acordo para intensificar as operações de escoamento de carga no modal ferroviário entre o interior paulista e o Porto de Santos (SP). O novo projeto utilizara o corredor da passagem do trem (bitola larga), na importação e exportação pelos Terminais Intermodais Rodoferroviários da Brado.

As cargas serão escoadas por trem, saindo das cidades do interior paulista e seguirão para o Tecon Santos, terminal de contêineres operado pela Santos Brasil, na margem esquerda do Porto de Santos. A Brado atualmente opera um trem por semana nessa rota e a meta é triplicar o volume. “Este fluxo é fundamental para a companhia. Em um complexo portuário como o Porto de Santos não temos como não estarmos juntos nesta parceria”, diz a diretora negócios e serviços da Brado Logística, Linda Machado.

O percurso será utilizado majoritariamente para o escoamento de algodão, açúcar, soja e suco, além de produtos frigorificados. As empresas estimam movimentar cerca de oito mil contêineres até o final de 2012.

Na avaliação de Roberto Tórtima, diretor comercial da Santos Brasil, o uso mais efetivo da ferrovia viabilizará o escoamento das importações, barateando os custos e desafogando o acesso ao Terminal.

A Santos Brasil investiu R$ 6 milhões para projetar a infraestrutura e ampliar o atendimento de operadores da malha férrea, como é o caso da Brado. A companhia prevê aumentar dos atuais 3% para 15% a participação da ferrovia na movimentação do Tecon Santos. Para isso, planeja desenvolver também o projeto de um novo pátio ferroviário, que deve ter uma acesso exclusivo à instalação marítima. O objetivo é garantir uma maior velocidade no carregamento e no descarregamento e, principalmente, atender os vagões do tipo double stacker, que têm capacidade para movimentar dois contêineres empilhados.

COMMENTS