Auto Sueco SP investe R$ 12 milhões em nova concessionária Volvo em Limeira

Nova unidade será a oitava da rede no Estado e vai oferecer espaços de descanso para motoristas e instalações sustentáveis. Inauguração está prevista para o segundo semestre do ano

Sascar investe R$ 300 mil em novo centro logístico
São Paulo terá primeira estrada com corredor exclusivo para carro elétrico
Prefeitura de Campinas (SP) relaxa restrições aos caminhões em 11 trechos urbanos

Mário Oliveira, diretor-superintendente da AutoSueco São Paulo

A Auto Sueco São Paulo, concessionária de caminhões e ônibus da Volvo, anuncia a construção de uma unidade em Limeira, interior de São Paulo, a oitava do grupo no Estado.

A nova concessionária ficará às margens da Rodovia Anhanguera, em uma área total de mais de 30 mil m², com condições de atender até 25 veículos por dia, segundo a empresa. Serão 12 boxes de trabalho e outros 3 exclusivos para troca de óleo. Além da venda de veículos novos e seminovos e peças, a unidade estará integrada a uma rede de pós-para serviços de mecânica, eletrônica e reforma.

“Nosso plano de expansão prevê investimentos de cinquenta milhões de reais até 2015, em ampliação da rede de concessionárias e na modernização das instalações existentes. Em Limeira serão aplicados doze milhões em uma unidade-modelo”, afirma Mário Oliveira, diretor-superintendente da Auto Sueco São Paulo.

A unidade Limeira terá um espaço onde os caminhoneiros poderão descansar, tomar banho, comer, acessar a internet e, ainda, acompanhar o serviço no caminhão.

As instalações foram projetadas para ter uma diminuição no impacto. “Teremos tratamento controlado de óleos e outros resíduos contaminantes, sistema de armazenamento e reutilização de água das chuvas e gestão integrada de energia, usando o aquecimento solar de água para lavagem de caminhões e peças”, finaliza Oliveira.

O Brasil é o maior mercado da Autosueco, grupo português com atuação em diversos países e continentes. A participação dos negócios brasileiros no faturamento global do grupo é de 46,1%, incluindo as operações com caminhões, ônibus e peças. A unidade paulista de negócios do grupo fatura 30% da receita total.

COMMENTS