Scania apresenta linha off road com motorização Euro 5

Montadora expôs durante evento no interior de São Paulo a linha que tem aplicações desde a colheita e transporte da cana-de-açúcar até o escoamento de grãos. Veículos com baixo nível de emissão de poluentes ganham destaque na marca

Produção de soja é reavaliada para cima mais uma vez
New Holland Construction é Destaque Pós-Venda da Sobratema pelo segundo ano consecutivo
Produção de safra 2012/2013 de grãos cresce 10,8%, segundo Conab

A Scania apresentou sua nova linha de caminhões off-road com motorização Euro-5, indicados para soluções rodoviárias e fora de estrada durante a Agroshow, evento do agronegócio realizado em Ribeirão Preto (SP). Os modelos apresentados foram o G 480 6×4, G 440 6×4, P 250 6×4 e R 440 (versão 4×2 e 6×2), desenvolvidos para atuar em diversas aplicações fora de estrada.

Um dos destaques da exposição foi o pesado G 480 6×4, na versão cavalo-mecânico, para aplicações como rodotrem, rodotrês e tritem. O rodotrem vem ganhando espaço nas usinas brasileiras por conta da maior capacidade de carga e da versatilidade do sistema bate-volta para retirar o produto pronto do canavial.

Já o G 440 6×4, na versão plataforma que tradicionalmente, na operação, é acoplado a duas carretas (julietas), formando a composição conhecida como treminhão.

Para o apoio no transbordo, operação que transporta a cana recém-colhida por sistemas mecanizados até os caminhões, a montadora desenvolveu o P 250 6×4. “Em comparação ao trator que costuma ser utilizado por algumas empresas no transbordo, o P 250 é mais fácil de ser manobrado e mais rápido para se deslocar nas frentes de colheita”, afirma Silvio Renan Souza, gerente de Vendas de Veículos Off Road da Scania no Brasil.

O modelo R 440 4×2 é outra novidade da marca que pode ser utilizado na transferência do produto acabado, saindo da usina de cana ou da plantação de grãos e se dirigindo, por exemplo, ao porto ou ao distribuidor da rota pré-determinada pelo cliente.

Outro destaque do estande da Scania será o primeiro chassi de ônibus de motor dianteiro movido a etanol do Brasil, o F 270 4×2, que complementa a linha de produtos que utilizam o combustível derivado da cana-de-açúcar. O veículo pode ser utilizado em aplicações severas, em pavimentos irregulares e ambientes rurais, como, por exemplo, no fretamento de colaboradores das usinas de cana.

Os veículos da marca, equipados com motorização Euro 5, utilizam a tecnologia Scania SCR (redução catalítica seletiva), que usa o aditivo ARLA 32 no processo de redução de emissão de poluentes.

COMMENTS