Licitação das obras do Rodoanel Norte (SP) tem 25 empresas na disputa

Dezessete consórcios e oito empresas apresentaram documentação de habilitação para a concorrência internacional. Orçamento inicial é de aproximadamente R$ 5 Bilhões

Trecho norte do Rodoanel é palco de casamento comunitário
Dersa regulamentará sinalização da Marginal Tietê, em SP
Dersa define responsável pelo novo sistema de controle de balsas de São Paulo

A DERSA, Desenvolvimento Rodoviário S/A, concluiu a etapa de pré-qualificação das empresas que atuaram nas obras dos seis lotes de implementação do trecho Norte do Rodoanel em São Paulo. Ao todo, 25 concorrentes manifestaram interesse em participar da licitação, sendo que 17 estão organizadas em consórcios e 8 empresas competirão individualmente.

Além de construtoras brasileiras, empresas da Espanha, Itália, França, Portugal, México, Argentina e Coréia também se inscreveram no processo.

O número de concorrentes é considerado expressivo e superou aquele obtido para o Rodoanel Sul, em 2006, quando 18 licitantes disputaram os 5 lotes da obra.

Com valor de referência previsto em R$ 5 bilhões, a concorrência internacional para as obras do Rodoanel Norte é a maior licitação de obra rodoviária em andamento no país.

A escolha dos vencedores será pelo critério de menor preço integral em cada lote da obra. De acordo com edital da concorrência, um mesmo licitante poderá vencer até dois lotes de obras se conseguir comprovar, na pré-qualificação, capacidade técnica e saúde financeira.

O Rodoanel Norte terá 44 km de extensão e interligará os trechos Oeste e Leste do Rodoanel. Ele inicia na Avenida Raimundo Pereira Magalhães, antiga estrada Campinas/São Paulo (SP-332), e termina na intersecção com a rodovia Presidente Dutra (BR-116). O trecho prevê acesso à rodovia Fernão Dias (BR-381), além de uma ligação exclusiva de 3,6 km para o Aeroporto Internacional de Guarulhos.

COMMENTS