Dono de desmanche aposta em reciclagem de caminhões

Empresa tem mais de 10.500 caminhões reciclados desde 1985. No processo apenas 5% do veículo é descartado

Martins Atacadista adquire 60 caminhões Ford
Volvo estima fechar mais de R$ 1 bilhão em negócios na Fenatran
Volvo é destaque na Fenatran, mas modelos ficam 8% mais caros em 2016

Em 2009, a JR Diesel, popularmente conhecida como desmanche de veículos, iniciou uma reestruturação no negócio e implantou no Brasil o primeiro modelo de Reciclagem de Caminhões.

Nesse novo processo, 85% do caminhão é revertido em peças de reposição, 10% em materiais recicláveis e apenas 5% é descartado, dentro das normas ambientais vigentes. Desde 1985, a empresa já ultrapassa a marca de 10.500 caminhões reciclados.

“A atividade possibilita a manutenção dos veículos a um custo inferior, comercializando peças de reposição usadas e a pronta entrega, o que permite um retorno mais rápido desses veículos à circulação”, afirma Arthur Rufino, diretor administrativo. “Trabalhamos apenas com caminhões de leilões oficiais e temos minuciosos processos de análise e reparação, com padrões rigorosos de qualidade”, enfatiza.

A frota de veículos inutilizados, por sinistro ou problemas administrativos, no Brasil, apenas nos pátios do DETRAN somam mais de 1,5 milhões de unidades sem condições de circulação.

COMMENTS