Wilson Sons completa 175 anos de operações

Operadora de serviços portuários, marítimos e de logística terrestre é uma das empresas brasileiras mais antigas e mira seu foco para o futuro, de olho em novas oportunidades

Maior navio boiadeiro do mundo atraca no Brasil
Recessão econômica e aumento de taxas reduzem lucro da Panalpina
CNT faz “Raio X” de portos brasileiros e situação desagrada

A Wilson Sons, operadora brasileira de serviços portuários, marítimos e de logística terrestre, está completando 175 anos de fundação. A companhia, que nasceu ainda na época do Império, foi fundada em 1837 na Bahia e iniciou suas atividades com o transporte e o comércio de carvão e o agenciamento de frete marítimo.

Em poucos anos, a empresa diversificou os produtos com que trabalhava e, na década de 1850, desenvolveu seus serviços portuários e marítimos e montou seu primeiro estaleiro próprio, para construir suas próprias embarcações.

Na era moderna, a Wilson Sons atua globalmente com a logística marítima, serviços portuários de gestão de terminais, movimentação de contêineres e rebocadores, e produção de navios por meio de seus estaleiros.

Hoje, a empresa opera dois dos mais importantes terminais de contêineres do País, nos portos de Rio Grande (RS) e Salvador (BA), presta serviços na indústria e óleo e gás e agencia fretes para todo o planeta.

Na logística terrestre, a empresa administra o EADI Santo André, terminal alfandegado no ABC Paulista, e planeja a construção de dois centros logísticos, um em São Paulo e outro em Pernambuco.

A unidade de estaleiros da empresa, no Guarujá (SP), tem capacidade para fabricar até cinco rebocadores e três navios PSV por ano.

COMMENTS