PSA Peugeot Citroën se destaca na França pelo registro de patentes

Montadora foi, pelo quinto ano consecutivo, a maior depositante francesa de patentes, com 1.237 ideias registradas no ano passado

Iveco do Brasil tem novo diretor de Engenharia de Produto
Novo Ford EcoSport ressalta a importância do Brasil no desenvolvimento de veículos
Transportadora Rodoeng completa 35 anos de atividade

O Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) da França publicou esta semana o ranking das maiores depositantes de patentes do país em 2011 e a PSA Peugeot Citroën foi, pelo quinto ano consecutivo, a campeã, com 1.237 ideias novas registradas.

Segundo a montadora, o foco particular das inovações de sua engenharia é o controle de emissões, com a introdução da norma Euro 6 em toda a Europa, com grande limitação de emissões de CO2. Nesta área, a PSA desenvolveu um novo motor a gasolina de três cilindros EB para o modelo Peugeot 208, projeto que teve 52 patentes registradas, 17 para o desenvolvimento de um novo cabeçote, criado para reduzir o tamanho do motor e favorecer a redução das emissões.

Na área de segurança, as patentes são reflexos dos eixos estratégicos de inovação do Grupo PSA para propor veículos cada vez mais seguros:

  • O sistema AFIL (alerta de mudança involuntária da faixa de rodagem), que avisa o motorista no caso de o veículo cruzar inadvertidamente a faixa de rodagem de ruas ou estradas. Para evitar acidentes, o sistema de última geração identifica as linhas das faixas de rodagem graças a uma câmera digital instalada na parte superior do para-brisa.
  • Farol alto com acendimento automático, inovação proposta no Citroën DS5, permite a gestão da luz alta dos faróis dianteiros, isto é, a ativação e a desativação, automática em função do ambiente e da circulação.
  • No mesmo caminho, o controle de tração inteligente garante um eficiente suporte ao condutor em condições climáticas adversas.
  • “Manter este nível de patentes em um contexto de crise econômica atesta nosso compromisso em preservar uma política de propriedade industrial dinâmica. Nós estamos particularmente empenhados em garantir uma grande seletividade, a fim de aumentar o impacto de nosso portfólio de títulos de propriedade industrial e consolidar a proteção das tecnologias consideradas estratégicas. Esta performance, confirmada nos últimos cinco anos, demonstra igualmente o engajamento dos 17.000 técnicos e engenheiros do Grupo para desenvolver respostas inovadoras aos anseios dos clientes”, declara Marc Duval-Destin, diretor Mundial de Pesquisa e Engenharia Avançada da PSA Peugeot Citroën.

COMMENTS