Infraero autoriza início das obras de ampliação do aeroporto de Foz do Iguaçu

Investimento será de R$ 65 milhões, com prazo previsto de 18 meses para conclusão do trabalho. O aeroporto atenderá 3 milhões de passageiros/ano

Centro de manutenção da TAM completa 15 anos
Gollog inaugura novo terminal de cargas em Manaus
Azul Linhas Aéreas terá nova conexão entre Campinas (SP) e Cuiabá (MT)

O presidente da Infraero, Gustavo do Vale, assinou nesta terça-feira (13), a ordem de serviço para o início das obras de reforma, ampliação e modernização do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu/Cataratas, no Paraná. A empresa responsável pelo trabalho será o Consórcio Damiani Tangran. O investimento previsto de R$ 65 milhões será fracionado em R$ 50 milhões para obras civis e R$ 15 milhões em equipamentos.

De acordo com a Infraero, a obra vai ampliar a capacidade operacional do aeroporto para cerca de 3 milhões de passageiros/ano, um aumento de aproximadamente 40% em relação à capacidade atual.

No cronograma de obras previstas para o aeroporto estão a reforma e ampliação do terminal de passageiros; a ampliação e cobertura da via frontal ao terminal; a reformulação de todo o sistema elétrico; a construção de um prédio para empresas terceirizadas; obras de acessibilidade; um novo acesso coberto ao estacionamento, entre outras.

O aeroporto também vai ganhar uma nova esteira no desembarque e as escadas rolantes e os elevadores serão trocados. Em 2013, começam as obras de recapeamento da pista e a ampliação do pátio de aeronaves. De acordo com o diretor técnico do consórcio, Geacir Damian, somente o terminal de passageiros vai ganhar 1,6 mil metros quadrados de construção, o que representa uma ampliação de aproximadamente 25%.

Gustavo do Vale lembrou que o aeroporto de Foz já está acanhado, em relação à demanda atual, e não descartou novas ampliações no futuro. “É um processo contínuo. Quando terminarmos essa obra, daqui a 18 meses, provavelmente em dois anos serão necessárias novas ampliações. E é assim em todos os aeroportos”.

COMMENTS