Terminal de contêineres da Santos Brasil bate recorde de movimentação

Tecon Santos registrou 155 movimentos por hora em operação do navio Maersk Lirquen. Média mensal da empresa na América do Sul é de 81,42 MPH

Aliança lança filme informativo sobre transporte por cabotagem
SAMA processa mais de 350 autorizações na cabotagem no primeiro mês, diz Antaq
Itajaí (SC) recebe encontro sobre logística em novembro

A Santos Brasil registrou recorde na velocidade de movimentação de contêineres no Tecon Santos (SP). Segundo a operadora, o recorde foi de 155 movimentos por hora (MPH) na operação do navio Maersk Lirquen.

O recorde anterior o terminal da empresa na margem esquerda do Porto de Santos (SP) era de 133 movimentos por hora, registrado em junho de 2012 na operação do navio Monte Cervantes.

A operação no Maersk Lirquen ocorreu entre as duas da manhã e às três e meia da tarde do dia 11 de janeiro, movimentando 1.983 contêineres e 108 movimentos de tampas em cerca de treze horas e meia de operação.

O Tecon Santos da Santos Brasil opera, em média, 100 navios de contêineres por mês e o indicador mensal de produtividade do terminal nos últimos 30 dias é de 81,42 MPH.

Segundo Caio Morel, diretor de operações da Santos Brasil, a média de produtividade mensal é o verdadeiro termômetro da consistência das operações. Ela indica qual a produtividade que, na média, todos os clientes puderam aferir. “É importante, entretanto, atingirmos produtividades excepcionais, como no caso do Maersk Lirquen e do Monte Cervantes, pois estas performances indicam que a produtividade média pode aumentar, além de proporcionar ao armador uma escala no porto de menor duração, permitindo, por exemplo, uma navegação em menor velocidade para a sua próxima escala. Isto reduz custo de combustível, que hoje pesa bastante para operadores marítimos”, destaca o executivo.

COMMENTS