Volume de carga da ALL cresce 10,4% no Brasil

Lucro líquido da empresa aumentou 11,1% em relação aos nove primeiros meses de 2010, chegando a R$ 1,2 bi

Terminal ferroviário de Rondonópolis transporta 6,5 toneladas em oito meses
Fettremat aceita propostas da ALL e interrompe greve de motoristas
ALL realiza movimentação recorde de carga no primeiro trimestre de 2012

A América Latina Logística (ALL) teve seu volume total de carga aumentado em 9,6% no terceiro trimestre de 2011, comparado ao mesmo período do ano anterior. Foram, no total, 12 bilhões de TKUs. No Brasil, o crescimento foi de 10,4%, sendo 12% em commodities agrícolas e 6% em produtos industrializados.

Entre julho e setembro, a geração operacional de caixa consolidada cresceu 16,4%, para R$ 429,4 milhões, impulsionada principalmente pelo maior volume da Operação Ferroviária no Brasil e por um crescimento na geração de caixa da Brado Logística, empresa da ALL responsável pela logística de contêineres. Nos acumulado dos nove primeiros meses, a geração operacional de caixa atingiu R$ 1.220,1 bilhão, 11,1% a mais que no mesmo período de 2010.

Em 2010, de janeiro a setembro, o lucro líquido consolidado foi de R$ 88,4 milhões. Este ano, a ALL registrou R$ 91,3 milhões no mesmo período. Além desse crescimento, a Agência Internacional de Classificação de Risco, Ficth Ratings, elevou de “A-” para “A” o rating nacional de longo prazo da ALL em função das melhorias de fluxo de caixa e histórico consistente em termos de crescimento de volume.

COMMENTS