Petrobras assina termo de reflorestamento de área de mais de 4,5 mil hectares

No total, serão utilizadas mais de 80 espécies nativas da Mata Atlântica

Petrobras tem aumento de 2,6% na produção de petróleo e gás em todo o mundo
Petrobras apesenta à ANP declaração de comercialidade de petróleo leve de campos da Bacia de Santos
Petrobras assina convênio para construção de estrutura de transporte no Comperj

Na terça-feira (18), a Petrobras assinou, junto com a Secretaria de Estado do Ambiente (SEA) e o Instituto Estadual do Ambiente (Inea), o Termo de Compromisso Ambiental (TCA) do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj). O documento trata da da implantação dos projetos de restauração florestal previstos nas condicionantes do licenciamento do empreendimento.

A área total para reflorestamento é de 4.584 hectares. Esse espaço é maior que a área do Parque Nacional da Floresta da Tijuca (3.953 hectares) e está localizado na bacia hidrográfica dos rios Macacu e Caceribu. Para a revegetação, serão utilizadas mais de 80 espécies nativas da Mata Atlântica, como pau-brasil, orelha de negro, guapuruvu, pitanga, sapucaia, maricá e vários tipos de ipês.  

No mesmo dia, também foi assinado o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) da Refinaria Duque de Caxias (Reduc). Nesse, a empresa se compromete a implementar projetos que visem a redução das emissões atmosféricas e a melhoria do tratamento de efluentes da refinaria.

COMMENTS