Número de voos executivos triplica em aeroporto de Jundiaí (SP)

Terminal é uma opção menos concorrida e mais barata que os da capital

Synerjet renova contrato de distribuição com fabricante de helicópteros AgustaWestland
Xiamen Airlines adquire centésimo avião da Boeing
TAP estende política de proteção ambiental ao kits de bordo

Nos últimos cinco anos, o número de passageiros e aeronaves executivas triplicou no Aeroporto de Jundiaí, a 60 quilômetros da capital paulista. O crescimento de voos se deu pelo esgotamento das pistas dos terminais de Congonhas e Campo de Marte. Além disso, ele fica aberto 24 horas por dia e o pernoite dos aviões particulares é mais barato.

Em 2010, o antigo aeroclube interiorano recebeu 78 mil pousos e decolagens – mais que o dobro das operações do tipo em Congonhas (34 mil). Já em relação ao Campo de Marte, na zona norte da cidade, o número representa 63% das operações.

COMMENTS