Ford Caminhões desenvolve Linha Cargo Euro 5

Ford Caminhões desenvolve Linha Cargo Euro 5

Veículos serão comercializados em 2012, quando será obrigatória a adequação ao Proconve P7, norma que regulamenta as emissões para veículos pesados novos

Rodobens Caminhões e ônibus cresce 119% em abril de 2011
TQS obtém economia de 6% com sistema MaxiFrota
Braspress testa VW Delivery automatizado

Visando à adequação ao Euro 5, a Linha Cargo da montadora Ford será equipada, a partir de 2012, com os novos motores Cummins ISB 4.5 litros, ISB 6.7 litros e o novo ISL 8.9 litros, adequados à legislação Proconve P7, norma que regulamenta as emissões para veículos pesados novos. Os caminhões utilizarão a tecnologia SCR (Redução Catalítica Seletiva), com a adição do agente redutor ARLA 32.

Com a reformulação, a linha passará a contar com 12 novos modelos: Cargo 816, Cargo 1319, Cargo 1519, Cargo 1723, Cargo 1719, Cargo 1933 R, Cargo 1933 Tractor, Cargo 2423, Cargo 2429, Cargo 2623, Cargo 2629 e Cargo 3133.

Foram realizados mais de um milhão de quilômetros em testes dinâmicos de homologação dos novos motores e da tecnologia SCR somente nas pistas do Campo de Provas de Tatuí (SP).

“O desenvolvimento feito pela engenharia do Brasil é um diferencial que agrega qualidade e maior confiabilidade para nossos clientes. Substituímos os motores, oferecendo não apenas redução das emissões, mas um melhor desempenho e ótima relação custo-benefício, com avanços que vão de encontro às necessidades das diversas operações em que o Cargo é utilizado”, explica Antonio De Lucca, engenheiro chefe de desenvolvimento de caminhões da Ford.

Além de atender à nova legislação, os caminhões Cargo estão oferecendo faixa ampliada de torque em baixa rotação em todos os modelos, o que possibilita mais força para o conjunto. E a nova configuração dos motores trouxe, dependendo da operação, redução do consumo de combustível entre 5% e 7%.

Motores Euro 5

O novo motor Euro 5 ISBe 4.5 de 160 cv está substituindo o antigo ISBe 3.9 de 150 cv. Ele atinge mais rápido e mantém por uma faixa maior de rotação o torque máximo, de 550 Nm, entre 1.100 e 2.000 rpm. Com o motor anterior, esse intervalo estava na faixa de 1.200 e 1.800 rotações.

O ISBe 4.5 de 190 cv tomou lugar do ISBe 3.9 de 170 cv. O novo modelo mantém o torque máximo de 600 Nm na faixa de 1.100 a 2.100 rpm (contra 1.300 a 1.400 rpm no modelo anterior).

Substituindo o ISBe 5.9 de 220 cv, o ISBe 6.7, de 230 cv, equipa a nova linha de médios do Ford Cargo. Ele mantém torque máximo de 821 Nm na faixa de 1.100 a 1.800 rpm (contra 1.200 a 1.600 rpm no modelo anterior).

O Euro5 ISBe 6.7, de 290 cv, sucessor do ISBe 5.9 de 275 cv, gera um torque de 741 Nm a 1.000 rpm, o que significa 40 Nm a mais que o modelo anterior. E mantém o torque máximo de 951 Nm na faixa de 1.200 a 2.100 rpm, enquanto no modelo antigo chegava até 1.800 giros.

Por fim, o novo motor Euro5 ISL 8.9, de 330 cv, substitui o ISC 315 de 320 cv. Ele chega ao torque máximo de 1.300 Nm a partir de 900 rpm, e o mantém até 1.500 rpm. No modelo anterior, essa força era atingida a 1.300 rpm. Já no limite de giros de 2.100 rpm, a vantagem do novo motor é de quase 100 Nm.

Complentando a parceria com a Cummins, a Ford Caminhões comercializará o aditivo Fleetguard Arla 32 (Agente Redutor Líquido Automotivo) em todos os seus 148 distribuidores.

COMMENTS