Embraer e empresa chinesa fecham negócio de R$ 700 milhões

Pedido de 13 aeronaves Legacy 650 foi anunciado no domingo (9)

Webjet reduz preço da tarifa para divulgar novas rotas
Infraero oferecerá internet sem fio gratuita e ilimitada nos aeroportos da Copa
Classe econômica da Singapore Airlines é eleita a melhor do mundo

A Embraer confirmou a encomenda de 13 jatos executivos Legacy 650 pela Minsheng Financial Leasing Co. Ltd, da China. O negócio foi anunciado durante a  64ª Convenção e Encontro Anual da Associação Nacional de Aviação Executiva (NBAA) dos Estados Unidos, realizada em Las Vegas, Nevada, no último domingo (9). Total do pedido chega próximo a US$ 400 milhões (cerca de R$ 700 milhões).

Em julho desse ano, as duas companhias assinaram um memorando de entendimentos para a encomenda de até 20 aeronaves, incluindo desde jatos executivos da categoria entry level até ultra-large. “Receber esta encomenda de 13 Legacy 650 da Minsheng é algo inspirador e motivador e marca um avanço significativo, não apenas na parceria entre as duas empresas, mas também em termos do desenvolvimento do negócio da Embraer na China”, afirmou Ernest Edwards, vice-presidente executivo da Embraer para o mercado de aviação executiva.

O Legacy 650 entrou em operação no final de 2010. Com alcance de 3.900 milhas náuticas (7.223 km), o jato pode voar, sem escalas, de Pequim (China) para Dubai (Emirados Árabes Unidos), de Hong Kong (China) para Adelaide (Austrália), ou de Dubai para Londres (Reino Unido), com quatro passageiros a bordo.

COMMENTS