Rodobens fecha primeiro semestre com saldo positivo no volume de negócios

Entre janeiro e junho deste ano, houve um acréscimo de 15,6% na comercialização de caminhões, ônibus, máquinas agrícolas e veículos comerciais

Volkswagen Caminhões e Ônibus fatura dois Prêmios Rei
Scania do Brasil apresenta novo diretor de Serviços
Grupo Jost compra Iveco

No fechamento do primeiro semestre de 2011, a rede de concessionárias Rodobens Caminhões e Ônibus obteve um acréscimo de 15,6% no volume de negócios gerados com a comercialização de caminhões, ônibus, máquinas agrícolas e veículos comerciais, em comparação com o mesmo período do ano anterior.

“O segmento de caminhões extrapesados foi o que mais cresceu no semestre, passando de 717 para 1.152 unidades entre 2010 e 2011. Este volume representa 60,6% de crescimento em unidades vendidas e 70,8% no volume de negócios gerados, quando atingimos R$ 317 milhões”, explica o diretor da Rodobens Caminhões e Ônibus, Ademir Odoricio.

O segmento de caminhões em geral cresceu 13% no volume de negócios gerados de janeiro a junho e obteve queda de 8% em número de unidades comercializadas. “A empresa negociou 2.992 caminhões no período, o que representou mais de R$ 590 milhões em volume de negócios. Estamos otimistas com o mercado para o próximo semestre. Os dados mostram que os compradores estão interessados em veículos com mais tecnologia e, consequentemente, com maior valor agregado. Por isso crescemos mais no volume de negócios, quanto em unidades comercializadas”, comenta Odoricio.

Entre maio e junho deste ano, a Rodobens comercializou 579 caminhões, o que representou R$ 113,7 milhões em volume de negócios. Os resultados obtidos representam crescimento de 3,9% e 8,7%, respectivamente.

Ademir Odoricio também declarou que os eventos de relacionamento promovidos em parceria com a Mercedes-Benz, junto à clientes da Rodobens Caminhões e Ônibus, também têm contribuído com os bons resultados da empresa ao longo de 2011. “Por conta desses eventos, a empresa tem ampliado as vendas por meio do consórcio, que é uma garantia de compra futura para o concessionário. Por meio do consórcio, o cliente, depois de contemplado, volta à concessionária para comprar o seu caminhão novo. Esta é mais uma garantia de fidelização à marca e, também, à concessionária”, finaliza o executivo.

COMMENTS