Volvo apresenta linha de caminhões com tecnologia Euro 5

Volvo apresenta linha de caminhões com tecnologia Euro 5

Montadora sueca lança seus veículos da linha F, equipados com tecnologia SCR, que atende às exigências do Proconve 7/Euro 5, que entrarão em vigor a partir de janeiro de 2012

Grupo de concessionárias Volvo prevê crescimento de 25% na rede em São Paulo
Hyundai fornece lote com 16 caminhões HD 78 ao Exército Brasileiro
JSL inaugura primeira loja de aluguel de caminhões do Brasil

Mais uma montadora apresenta suas soluções para as novas regras de emissões de poluentes, o Proconve 7/Euro5, que entrarão em vigor no início do ano que vem. A Volvo acaba de anunciar o lançamento de sua linha F de caminhões, que trazem a tecnologia SCR (em inglês Selective Catalytic Reduction, ou Redução Catalítica Seletiva) para atender às exigências da legislação. A tecnologia utiliza a solução ARLA 32.

Os novos caminhões chegam ao mercado em 2012 com nova motorização e diversas inovações. “Nossos veículos, que já são uma referência no mercado, ficaram ainda melhores, com novas potências e ainda mais avanços técnicos”, afirma Roger Alm, presidente da Volvo do Brasil. “É com orgulho que apresentamos uma nova linha equipada para garantir menos emissões de poluentes. Respeito ao meio ambiente, ao lado da qualidade e da segurança, é um dos valores essenciais de nossa marca”, diz o presidente.

“A linha FH e FMX com motor 13 litros traz uma nova motorização, que torna os caminhões ainda mais potentes, proporcionando baixo consumo de combustível e grande produtividade”, complementa Bernardo Fedalto Jr., gerente de caminhões da linha F. A gama de motores da linha FH ampliou-se em 20cv. A partir de janeiro próximo os veículos sairão da linha de produção com as seguintes potências: 420cv, 460cv, 500cv e 540cv. Já os FMX terão potências de 420cv, 460cv e 500cv. “Temos, mais uma vez, o caminhão mais potente produzido no Brasil”, destaca Sérgio Gomes, gerente de planejamento estratégico da Volvo do Brasil.

Novidades

Uma das novidades da nova geração de caminhões Volvo é o novo eixo traseiro sem redução nos cubos, mais durável e com menor nível de ruídos. Outra grande novidade é a nova caixa de câmbio I-Shift. Consagrada no mercado brasileiro por proporcionar menor consumo de combustível, mais conforto ao motorista e mais segurança para a operação, a nova caixa de câmbio é ainda mais adequada para as aplicações nos diferentes tipos de transporte que o segmento de carga vem exigindo.

Os caminhões Volvo FMX com motor 11 litros e FM com motor 11 litros também recebem motorização de nova geração com a tecnologia SCR, para atender a legislação de emissões Proconve P7/Euro 5, mas permanecem com a mesma potência , já consagrada no mercado brasileiro por sua alta produtividade e baixo consumo de combustível, e muito adequada às aplicações e condições operacionais a que se destina.

Os caminhões da nova linha FH e FMX que a Volvo está apresentando vêm equipados com nova motorização. As mudanças tornam os veículos da marca ainda mais ambientalmente limpos, pois emitem menos gases poluentes, e ainda mais potentes, pois a gama de motores ampliou-se em 20cv. A partir de 1º de janeiro de 2012, os FHs sairão da linha de produção com as seguintes potências: 420cv, 460cv, 500cv e 540cv.

Temos, mais uma vez, o caminhão mais potente produzido no Brasil”, destaca Sérgio Gomes, gerente de planejamento estratégico da Volvo do Brasil, referindo-se ao FH 540cv. As mudanças promovidas pela engenharia da Volvo tornam os caminhões ainda mais potentes, mas mantêm o baixo consumo de combustível e a grande produtividade”, complementa Bernardo Fedalto Jr., gerente de caminhões da linha F.

Proconve 7 / Euro 5

A Volvo escolheu a tecnologia SCR para atender os padrões de emissões definidos pela norma Conama P7. Seu uso permite respeitar a rígida legislação ambiental sem comprometer o desempenho do veículo. SCR é a sigla em inglês para Selective Catalytic Reduction, ou Redução Catalítica Seletiva, princípio tecnológico que garante a diminuição das emissões. Os novos níveis estabelecidos nesta norma melhoraram a qualidade do ar, ao mesmo tempo que impuseram grandes exigências aos fabricantes da indústria automobilística.

Os novos motores das linhas de caminhões FH, FM, FMX foram desenvolvidos a partir desta tecnologia. “As novas normas são extremamente rigorosas e temos muito orgulho de poder respeitá-las, pois a preocupação com o meio ambiente é um dos valores essenciais da marca, ao lado da segurança e da qualidade”, afirma Sérgio Gomes, gerente de planejamento estratégico da Volvo do Brasil. “A Volvo é uma companhia comprometida nesta área. Estamos constantemente trabalhando para desenvolver soluções destinadas a reduzir o impacto ambiental, independentemente das exigências legais”, complementa Álvaro Menoncin, gerente de engenharia de vendas da Volvo do Brasil.

O SCR (em inglês Selective Catalytic Reduction, ou Redução Catalítica Seletiva) é baseado no tratamento dos gases de escape. É um sistema simples e com poucos componentes: um tanque para o aditivo ARLA32 (o correspondente ao aditivo AdBlue, usado na Europa), uma bomba de sucção, uma unidade injetora e um catalisador. O SCR foi desenvolvido para reduzir os níveis de óxidos de nitrogênio (NOx), por meio de um sistema de pós-tratamento dos gases de exaustão que converte os óxidos de nitrogênio em nitrogênio e vapor de água.

“Os tanques de ARLA32 estarão disponíveis em tamanhos apropriados para proprocionar boa autonomia de viagem”, observa Ricardo Tomasi, engenheiro de vendas da Volvo do Brasil.

COMMENTS