Mercado brasileiro de caminhões tem novo player chinês

A Shacman, montadora chinesa, trará para o País modelos nas configurações 4x2 e 6x4; apresentação oficial ocorrerá durante a Fenatran, no mês de outubro

Volvo e Sadia desenvolvem carreta especial para transporte de produtos frigorificados
Coca-Cola e MAN anunciam projeto de caminhão movido a biodiesel B100
Câmara dos Deputados aprova uso de barras de proteção em caminhões

A Shacman, montadora chinesa de caminhões, está chegando ao Brasil oferecendo ao mercado cavalos mecânicos com configuração 4×2 e 6×4. A marca pertence à Shaanxi Heavy Duty Automobile, que conta com 40 anos de tradição em seu país de origem. Sua capacidade de produção atinge a marca de 70 mil veículos ao ano e exporta para cerca de 50 países de diferentes continentes.

As primeiras unidades desembarcam no Brasil já nas próximas semanas e estarão homologadas pelos órgãos certificadores brasileiros. A apresentação oficial ocorre durante a Fenatran (Salão Internacional do Transporte), em São Paulo, no mês de outubro.

Os veículos contam com configuração 4×2 e 6×4, e são equipados com eixos MAN com redução nos cubos. O trem de força tem motorização de 385 e 420 cavalos de potencia, tendo como base a plataforma de motores Cummins ISM de 11 litros, Common Rail. O trem de força é complementado pelas caixas de transmissão Eaton, de 12 velocidades, ou as Fast, de 16 velocidades, ambas com over drive.

“No Brasil, os caminhões Shacman terão configurações especialmente desenhadas para a realidade do nosso mercado”, afirma o diretor de produto da Metro Shacman, João Comelli. “Trata-se de um caminhão brasileiro montado na China, e que atenderá plenamente as expectativas e necessidades dos transportadores brasileiros”, completa o executivo.

COMMENTS