Contran proíbe faróis de gás xenônio em veículos

Conselho Nacional de Trânsito alega que luz emitida é muito forte e pode ofuscar a visão do condutor

Seqtra supera projeção e investe em frota
Foz do Iguaçu (PR) recebe quarta classificatória da 24ª Gincana do Caminhoneiro
BR-364 não será mais fechada durante o inverno acreano

O Contran (Conselho Nacional de Trânsito) proibiu em todo o País a instalação de faróis de xênon (gás xenônio) em veículos. De acordo com o Órgão, a resolução 384 foi implantada para garantir a segurança nas estradas, pois a luz emitida é muito forte e pode ofuscar a visão do condutor.

Veículos que já saem de fábrica com as luzes de xênon estão permitidos a continuar com o equipamento.

Os veículos que tiveram instalados faróis de xênon com a devida alteração do Detran também poderão circular, mas desde estejam em conformidade com a resolução 227/2007, que dispõe sobre o sistema de iluminação.

A instalação irregular do modelo resulta em multa de R$ 127,69 e cinco pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

COMMENTS