Contran proíbe faróis de gás xenônio em veículos

Conselho Nacional de Trânsito alega que luz emitida é muito forte e pode ofuscar a visão do condutor

Luft promove treinamento de motoristas com simulador de veículo Navig
Curitiba terá restrições aos caminhões em quase 40 vias
Caminhões Volvo são transformados em estúdios móveis de TV

O Contran (Conselho Nacional de Trânsito) proibiu em todo o País a instalação de faróis de xênon (gás xenônio) em veículos. De acordo com o Órgão, a resolução 384 foi implantada para garantir a segurança nas estradas, pois a luz emitida é muito forte e pode ofuscar a visão do condutor.

Veículos que já saem de fábrica com as luzes de xênon estão permitidos a continuar com o equipamento.

Os veículos que tiveram instalados faróis de xênon com a devida alteração do Detran também poderão circular, mas desde estejam em conformidade com a resolução 227/2007, que dispõe sobre o sistema de iluminação.

A instalação irregular do modelo resulta em multa de R$ 127,69 e cinco pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

COMMENTS