Telefônica entra de vez para o transporte de cargas

Operadora logística da companhia de telefonia espanhola ingressa no mercado de transporte de cargas com metas agressivas de crescimento

Câmaras frias de Guarulhos viabilizam logística de carga farmacêutica proveniente da Espanha
Polícia Federal desarticula quadrilha que contrabandeava cargas de videogames
Empresa russa de rastreamento via satélite quer 25% do setor no Brasil

A TGestiona, operadora logística do Grupo Telefônica, está ingressando de cabeça no mercado de transporte de cargas brasileiro. Segundo a empresa, a decisão para dar este passo foi embasada no fato de a empresa ter tido receita de mais de R$ 100 milhões com a movimentação de cargas no ano passado. O foco de mercado da TGestiona Logística, nova marca da empresa, é o setor de eletroeletrônicos e as operações abrangerão todo o território nacional.

A empresa já conta com uma forte estrutura operacional, com Centros de Distribuições nos estados de São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul e Pernambuco e já atende 15 clientes, com previsão de crescimento de 15% ainda neste ano, apostando em nichos como distribuição de produtos de alto valor agregado e logística reversa.

O diretor geral da empresa explica por que a TGestiona decidiu investir na atividade de transporte rodoviário de cargas: “Como ela é essencial para o desenvolvimento do negócio de logística, investimos no fortalecimento da gestão da nossa frota e da malha de distribuição, o que vai nos permitir ampliar a presença em todo o Brasil”, afirma Clóvis Travassos, diretor geral da TGestiona Logística, a nova denominação da companhia, que realiza serviços de logística reversa, in house, transporte, roteirização, cross-docking e entregas door-to-door, urbana ou interestadual

O investimento da empresa par ao novo negócio foi de R$ 4 milhões, distribuídos em frota, equipamentos, sistemas e pessoal. “Mantemos o foco total na entrega de produtos de alto valor agregado, mas, agora, com a meta de aumentar ainda mais a produtividade e a rapidez para atender às demandas de entrega de eletroeletrônicos, nosso core-business”, finaliza Travassos.

COMMENTS