Começa a restrição para veículos pesados no bairro de Lourdes, em Belo Horizonte (MG)

Começa a restrição para veículos pesados no bairro de Lourdes, em Belo Horizonte (MG)

Veículos com mais de 6,5 metros e capacidade acima de 5 toneladas estão proibidos de circular no local entre 7h e 9h e das 17h às 20h, de segunda a sexta-feira; carretas e cavalos mecânicos estão expressamente proibidos em qualquer horário

TNT aposta no setor de entregas de amostras clínicas
Azul e Trip ajustam operações para o Sul e Nordeste do país
Anel Rodoviário de Minas terá faixa exclusiva para caminhões

A restrição à circulação de caminhões na cidade de Belo Horizonte (MG) também passou a valer nesta terça-feira (26/4) para o bairro de Lourdes, localizado na região centro-sul da capital mineira.

Desta forma, a BHTrans (Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte) determinou que veículos com mais de 6,5 metros e capacidade acima de 5 toneladas estão proibidos de circular no local entre 7h e 9 h e das 17h às 20h, de segunda a sexta-feira.

Aos sábados, a regra vale para o período entre 17h e 20h. Já as carretas e cavalos mecânicos estão expressamente proibidos em qualquer horário.

Para cargas indivisíveis e veículos especiais que ultrapassem a capacidade e horários estabelecidos, será emitida uma autorização para o tráfego, diante solicitação prévia do interessado. Confira o mapa da nova restrição abaixo:

O lado do transportador

Para Ulisses Martins Cruz, presidente do Setcemg (Sindicato das Empresas de Transportes de Carga do Estado de Minas Gerais), a medida resultará em elevação de custos no momento de realizar as entregas.

“Será necessária a aquisição de veículos menores, o que gera custo. Em alguns casos, essa medida também resulta em mais poluição, uma vez que um veículo de oito metros levaria mais carga por viagem, ou seja, você faria dois serviços com um caminhão apenas. Além disso, com o repasse de custo, ocasionalmente haverá um acréscimo nos gastos do consumidor final, então ninguém sai ileso”, afirma.

Cruz também afirma que para casos específicos, como o dos grandes supermercados, as entregas noturnas seriam talvez uma solução, mas, por outro lado, há a queda na segurança do abastecimento, devido à diminuição do contingente policial à noite.

“Também há a questão do adicional noturno, que é mais um custo a arcar”, acrescenta.

Punição

A multa para quem desrespeitar a nova proibição será de R$ 85,13 e também será punido com quatro pontos na carteira de habilitação. Agentes estão no local para orientar os condutores, e panfletos informativos estão sendo distribuídos.

Além disso, a BHTrans também prevê que, ao completar um ano, a restrição deverá ser ampliada das 7h às 20h, de segunda a sexta-feira. E aos sábados, passará a valer das 7h às 15h.

Outras restrições

As restrições tiveram início no Hipercentro, se estenderam para a Savassi e agora no Lourdes. As próximas fases vão restringir caminhões na área hospitalar e no Barro Preto.

Confira o mapa do plano de perímetro restrito:


COMMENTS