Grupo TPC cria empresa de logística reversa

Reversa Soluções Logísticas terá foco nos estoques do comércio eletrônico no segmento em que as devoluções estão entre 5% e 10% do total de produtos adquiridos

E-commerce deve movimentar R$ 1 bilhão no Dia dos Namorados
FedEx Express aumenta estrutura de distribuição no Brasil
Iveco sai na frente e apresenta primeiro veículo Euro 6 do mercado brasileiro

O Grupo TPC, que atua nos segmentos de logística portuária e aeroportuária e armazéns, acaba de criar uma nova marca para atacar um mercado em crescimento que já está avaliado em quase R$ 1 bilhão no Brasil: a logística reversa.

A Reversa Soluções Logísticas inicia suas operações ainda no final deste mês para atuar no pós-venda de empresas, principalmente do segmento de comércio eletrônico, em que as devoluções vão de 5% a 10% do total de itens vendidos.

Segundo a TPC, a Reversa já vai para o mercado com grande fôlego, contando com a B2W, que opera os sites Americanas.com, Shop Time e Submarino, como cliente principal. “As empresas não tem que se preocupar com a expertise de tratamento da devolução do produto. A prioridade delas é a tecnologia da venda”, pondera o vice-presidente de logística geral do Grupo TPC, Luís Chamadoiro. “Na Reversa vamos oferecer canais que vão da revenda dos produtos usados ou “Open Box”, leilão, passando pelo descarte correto até a reciclagem. O importante é recuperar o melhor valor desses estoques para o cliente”, detalha o executivo.

O Grupo TPC investiu R$ 5 milhões para constituir a Reversa e a base de operações da nova empresa está instalada em Jundiaí (SP), com um centro de distribuições com capacidade de 3,5 mil posições pallets, 7 mil posições Bin e 4 mil metros quadrados de área de armazenagem, com recebimento simultâneo em seis docas e duas rampas.

A empresa realizará os serviços de coleta, fullfilment, testes, comercialização e reciclagem dos produtos devolvidos.

COMMENTS