Petrobras assina convênio para construção de estrutura de transporte no Comperj

Documento assinado pela empresa em parceria com a Prefeitura Municipal de São Gonçalo (RJ) viabilizará infraestrutura de transporte de equipamentos especiais para o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro

Petrobras apesenta à ANP declaração de comercialidade de petróleo leve de campos da Bacia de Santos
Petrobras tem aumento de 2,6% na produção de petróleo e gás em todo o mundo
Petrobras firma acordo de mais de R$ 121 bi com Sete Brasil e Ocean Rig

Com o objetivo de viabilizar o transporte de equipamentos especiais para o Comperj (Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro), empreendimento da Petrobras previsto para entrar em funcionamento no final de 2013, a empresa assinou na última segunda-feira (31) um Convênio de Cooperação com a Prefeitura Municipal de São Gonçalo (RJ), onde está instalado o Centro de Integração do Comperj.

A partir do contrato, toda a infraestrutura necessária para o transporte de equipamentos (dragagem, píer e retroporto, e via de acesso) será implementada. Com a estrutura montada, será desenvolvido o Projeto Porto Praia da Beira, que também foi viabilizado no encontro a partir de um protocolo assinado pela Petrobras, pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro e pela Prefeitura Municipal de São Gonçalo.

Comperj

O Comperj é um dos principais empreendimentos da história da Petrobras, e vai marcar a retomada da empresa no setor petroquímico. O complexo entrará em funcionamento no final de 2013, com capacidade de processamento de 165 mil barris de petróleo por dia. Na segunda fase, prevista para 2018, será atingida a capacidade total de 330 mil barris de petróleo por dia.

Já as unidades petroquímicas têm início de operação em 2017 e produzirão produtos petroquímicos básicos e associados. Na refinaria, serão produzidos diesel, GLP, querosene, nafta, óleo combustível, coque e enxofre a fim de suprir o mercado nacional e fornecer matéria-prima para as unidades petroquímicas.

Centro de Integração

Estima-se que o Comperj vai gerar um total de mais de 200 mil empregos diretos e indiretos durante os anos da obra e após a entrada em operação. Para atender a essa demanda, foi criado o Centro de Integração do Comperj em São Gonçalo, abrangendo todos os municípios do entorno do complexo petroquímico e com o objetivo de capacitar cerca de 30 mil profissionais da região em 60 tipos de cursos gratuitos.

COMMENTS