Inmetro cria ferramenta online para inibir roubo de cronotacógrafos

Sistema foi uma sugestão da Federação das Empresas de Transportes de Passageiros por Fretamento do Estado de São Paulo. Aparelho obrigatório em ônibus e veículos de cargas é alvo de ladrões por seu preço elevado

Ipem-SP disponibiliza agendamento via internet para utilização do Posto de Verificação de Cronotacógrafo
Fiscalização do Ipem-SP flagra 53% de caminhões com problemas no cronotacógrafo
41,5% dos motoristas fiscalizados não têm certificado de verificação de cronotacógrafo, aponta Ipem-SP

O Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial) vai implementar um sistema online para inibir o roubo de cronotacógrafos. O aparelho, obrigatório para veículos de carga com peso bruto acima de 4,5 toneladas e ônibus de passageiros com mais de 10 lugares, é alvo dos ladrões por seu preço elevado: de R$ 1.200 a R$ 7.000. Como produto de roubo, o preço cai para, em média, R$ 300.

O sistema online foi uma sugestão da FRESP (Federação das Empresas de Transportes de Passageiros por Fretamento do Estado de São Paulo). A ideia é impedir a reutilização do equipamento em outros veículos com um sistema de notificação do roubo pela empresa.

“Sugerimos essa medida com o propósito de coibir o furto desse equipamento evitando gastos e para garantir mais segurança aos profissionais e passageiros do transporte profissional de pessoas por fretamento. Esperamos que com o tempo, não haja mais mercado para a utilização de produtos de roubo e que segmento possa trabalhar com mais tranquilidade”, afirma Regina Rocha, diretora executiva FRESP.

O Inmetro já solicitou ao seu departamento de informática a criação de uma ferramenta adequada para o cadastro dos aparelhos roubados. O instituto também informou que já existe em seu site uma opção que impede a certificação de cronotacógrafo com número de série já cadastrado, ou seja, um aparelho registrado em nome de uma empresa não pode ser inspecionado e selado por outra.

As empresas podem solicitar a validação dos produtos via e-mail, pelo site www.inmetro.rs.gov.br/cronotacografo.

COMMENTS