Iveco Stralis terão tanque de alumínio e ar condicionado de série

A partir de janeiro de 2011, novidades serão incorporadas aos modelos Stralis 460NR e 410NR

Banco Mercedes-Benz cresce 29% e bate recorde em abril
Grupo CCR registra crescimento de 24% no tráfego de veículos em 2010
GAT Logística aposta no crescimento do transporte a granel de óleo lubrificante

A partir de janeiro de 2011, a linha de extrapesados da Iveco, os Stralis NR, passarão a ser oferecidos aos clientes da montadora com dois itens de série a mais. Os caminhões sairão de fábrica com tanque de alumínio e ar condicionado. Os itens estarão disponíveis nos caminhões dos modelos Stralis 460NR e 410NR, nas três versões de trações (4X2, 6X2 e 6X4).

De acordo com a montadora, os Stralis trarão dois tanques de alumínio com capacidade total de 900 litros (600 + 300 litros). “É a maior capacidade volumétrica de série com o mesmo entre-eixo da categoria de pesados acima de 45 ton de PBT. Isso significa maior autonomia nas viagens e maior produtividade”, afirma Cristiane Nunes, gerente de Marketing do Produto da Iveco Latin America.

A iniciativa da fabricante reflete uma realidade das transportadoras, que têm seguido a tendência de  preferi controlar o abastecimento e a qualidade do diesel com bombas de combustíveis localizadas dentro de suas garagens. “Com maior autonomia, dependendo da rota, o motorista não pára para abastecer, evita postos desconhecidos e diesel de baixa qualidade e chega mais rápido ao destino. Além de poder fazer mais viagens com menos consumo de combustível, especialmente porque os Stralis NR têm o motor mais econômico da categoria”, completa.

No caso da versão 4×2, os dois tanques de alumínio contam com volume total de 820 litros (600+220 litros). Os Stralis NR 4×2 vendidos, também a partir de janeiro, para aplicação cegonheiro, serão compostos de um tanque de alumínio, um de 600 litros, de série, e o segundo, de 220 litros, como opcional.

“Os tanques de alumínio ainda oferecem duas vantagens em comparação ao tradicional de plástico. Eles agregam melhoria estética ao conjunto do caminhão, trazendo mais modernidade ao produto e superior resistência térmica”, salienta a gerente.

COMMENTS