Cargolift anuncia crescimento de 49% em 2010

Operadora logística prevê receita bruta de R$ 106 milhões este ano, cerca de R$ 35 milhões a mais que em 2009

Marcopolo fecha 2010 com crescimento de 42,3% na produção
Jadlog fatura R$ 353 milhões em 2014
Transportadora Sulista quer conquistar mercado automotivo

A Cargolift, operadora logística do Paraná com atuação em todo o Brasil, anunciou um crescimento de 49% no faturamento no último ano. A empresa, que obteve recorde histórico de faturamento em março deste ano, prevê uma receita bruta de R$ 106 milhões até o fim de 2010. Em 2009, a empresa fechou o ano com receita de R$ 71,2 milhões.

O crescimento resultou em investimento em diversas áreas da companhia. Até o mês de setembro, a Cargolift investiu R$ 12 milhões para a aquisição de 30 caminhões tipo cavalo mecânico e 40 carretas siders, além da renovação de 15% da frota e aumento da capacidade operacional. A empresa ainda investiu em terminais de carga e tecnologia da informação.

“Só neste ano, direcionamos R$ 2,4 milhões para investimentos em infraestrutura, especialmente ativos vinculados ao setor logístico, mais R$ 1,3 milhão foi aplicado em tecnologia da informação, para melhorar a produtividade na gestão operacional. Além disso, investimos R$ 200 mil em treinamento de funcionários e qualificação da equipe”, afirma o diretor-presidente da Cargolift, Markenson Marques.

A expansão da empresa também possibilitou uma ampliação no quadro de funcionários em mais de 50%. No final de 2009, a transportadora contava com 300 colaboradores, número que foi elevado para 460 trabalhadores.

A transportadora inaugurou recentemente uma nova filial em São Bernardo do Campo (SP), com foco nos serviços de cross-docking. “É nossa segunda filial na Grande São Paulo. Com ela, estamos estrategicamente localizados de forma a aproveitar da melhor maneira possível o fluxo via Rodoanel, respeitando a legislação municipal com relação ao trânsito de caminhões e ampliando a geração de empregos na cidade”, acrescenta Marques.

Responsabilidade social

Outra área de investimento da companhia é o desenvolvimento social. Por meio do Instituto Cargolift, a empresa pôde investir esse ano R$ 1,07 milhão em projetos sociais. Um deles, o Espaço Vida & Música, tem o objetivo de afastar crianças de comunidades carentes do mundo das drogas, a partir do aprendizado da música nos horários fora da escola. “Quando começamos eram 28 crianças. Hoje, graças ao apoio do Instituto Cargolift, são 132. Número que devemos expandir no ano que vem”, explica Paulo Davi, responsável e idealizador do projeto.

COMMENTS