Agrale lança cavalo mecânico voltado para formação de condutores

Primeiro cavalo mecânico da marca atende principalmente à demanda de CFCs e Auto-Escolas para habilitação de motoristas na categoria E

Novo caminhão gigante da Volvo CE chega à América Latina
DAF credencia toda linha do XF105 no Finame PSI
Quem quer ser caminhoneiro?

A montadora Agrale lançou no mercado o primeiro cavalo-mecânico da marca, o caminhão Agrale 8500 TR, menor veículo com quinta roda produzido no Brasil. O caminhão visa atender principalmente à demanda de CFCs (Centros de Formação de Condutores) e Auto-Escolas para treinamento e habilitação de condutores na categoria E (cavalo-mecânico com capacidade de carga superior a 30 mil kg).

O gerente de vendas da Agrale, Silvan Poloni, afirma que a empresa viu no nicho de CFCs e Auto-Escolas uma oportunidade de mercado. “Antes, os CFCs realizavam a transformação de caminhão em caminhão-trator para uso específico em aulas. Mas, com a proibição dessa prática por regulamentação do Detran, o veículo tem que sair já com essa configuração de fábrica, com Revavam específico. Isso nos abriu uma oportunidade. Fizemos uma pesquisa junto aos CFCs, que viram com bons olhos a novidade, até porque o veículo atende muito bem à função que se propõe, com baixo custo operacional e de aquisição”, comenta.

O custo reduzido do veículo é a principal vantagem para os CFCs e Auto-Escolas, segundo o fabricante. De acordo com Poloni, existem cerca de 10.700 Centros de Formação de Condutores espalhados pelo Brasil, e a estimativa é de que menos de 10% desses estabelecimentos tenham condições de adquirir veículos apropriados para treinamento na categoria E.

O gerente nacional de vendas da empresa, Ubirajara Choairi dos Santos, explica que o modelo é uma nova opção a esses estabelecimentos, que, normalmente, adquirem veículos usados com custos operacionais e de manutenção maiores e vida útil menor. “A legislação limita em 15 anos a idade do caminhão utilizado para esta finalidade, e os cavalos-mecânicos convencionais (PBT superior a 30 toneladas) são mais caros e onerosos, mesmo usados. Somente no quesito consumo de combustível a redução pode chegar a 70%”, diz.

O Agrale 8500 TR tem preço estimado em R$ 103 mil. O veículo tem quinta roda original de fábrica, uma exigência para a utilização pelos CFCs e Auto-Escolas, e entre-eixos menor. Também é equipado com freio de acionamento totalmente a ar, tem capacidade de carga de 5.250 kg e motor MWM 4.10 TCA Euro III, com potência de 115 cv a 2.400 rpm e torque de 392 Nm a 1.500 rpm. O caminhão ainda conta com caixa de câmbio Eaton de cinco marchas, direção hidráulica, eixo de tração Dana e sistema de direção ZF Servocom.

COMMENTS