Rodovia dos Bandeirantes ganha asfalto-borracha

Material ecológico será aplicado em 600 quilômetros de faixas de rolamento das pistas entre São Paulo e Campinas (SP)

Somente 12% da malha rodoviária brasileira é pavimentada
Petrobras firma acordo com concessionária para desenvolver novos tipos de pavimentos
Aeroporto de Cuiabá (MT) inicia obras de recapeamento da pista

Já está liberado entre os km 85 e 78 da Rodovia dos Bandeirantes o novo pavimento reformado. Composto de asfalto reciclado em uma das camadas estruturais e asfalto-borracha na superfície, o material ecológico será aplicado em 600 quilômetros de faixas de rolamento das Pistas entre São Paulo e Campinas (SP). A obra total está orçada em R$ 82 milhões.

Uma das vantagens que o pavimento alternativo proporciona ao condutor, segundo a AutoBan, concessionária que administra o trecho, é a maior aderência dos pneus, além de gerar menos ruído e menor dispersão de água em caso de chuva. Estima-se que o material tenha durabilidade maior em 20%.

Para a produção do asfalto-borracha serão utilizados 450 mil pneus velhos, o que equivale a 3,1 mil toneladas de pneus descartados. Além disso, serão reciclados 84 mil metros cúbicos de asfalto inutilizável, o que equivale ao volume de 36 piscinas olímpicas.

O processo de reciclagem vem sendo realizado em uma usina móvel, durante a execução das obras. O asfalto velho é triturado e enriquecido com cimento e pó de pedra, para depois ser reaplicado. Com esta ação, será reaproveitado o equivalente a 14 mil caminhões de asfalto removido das pistas.

A conclusão da recuperação está prevista para 2011.

COMMENTS