Trecho Sul do Rodoanel tem segurança reforçada

A pedido dos transportadores, a Polícia Militar do Estado de São Paulo intensificou o policiamento no novo trecho, que tem sido motivo de insegurança por parte dos usuários devido à falta de sinal de rastreador em uma extensão de 16 km. Operadoras de telefonia celular prometeram resolver o problema de sinal até setembro

JSL quer investir R$ 1 bilhão em 2012
Iveco renova linha Daily Ecoline e avança no mercado
CET SP inicia testes com sistema de multas online

Após causar transtorno aos transportadores e operadoras logísticas, a ausência de sinal GSM, de telefonia celular, no Trecho Sul do Rodoanel tem data marcada para terminar. A ANCEL, Associação Nacional das Operadoras de Celular, se manifestou em nota declarando que as instalações de antenas já estão sendo providenciadas e os equipamentos entrarão em funcionamento até setembro. Também para reforçar a segurança, a Polícia Militar Rodoviária intensificou o patrulhamento no anel viário, apesar de não haver relatos graves de roubo de cargas na via.

A falha na cobertura se estende do quilômetro 40 ao 56, na região de Itapecerica da Serra (SP). Esta perda de sinal de telefonia celular compromete a segurança das operações de transporte de cargas no trecho, pois os rastreadores dos caminhões dependem deste sinal para funcionar e dar à Central a localização exata do veículo. Além disso, o problema gerou restrições por parte das seguradoras, que não se responsabilizam por cargas acima de R$ 60 mil transportadas pelo Rodoanel e exigem que as empresas não utilizem a via em alguns casos.

Apesar da falha na segurança e das ocorrências de reclamações, nenhum caso de roubo de cargas foi registrado no Trecho Sul até junho, de acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo.

Patrulhamento Rodoviário

Na última semana, a Polícia Militar Rodoviária declarou o reforço no policiamento da área. No horário de maior tráfego, das 7h às 19h, 17 viaturas (15 carros e duas motocicletas) farão patrulhamento do quilômetro 29 ao 85,9, entre Embu e São Bernardo do Campo. Após período, 12 viaturas circularão pelo trecho.  Além disso, dois veículos do TOR (Tático Ostensivo Rodoviário) devem trabalhar entre 12h às 0h nos dois sentidos da pista. O policiamento também conta com o helicóptero Águia da PM.

A equipe de reportagem do Portal Transporta Brasil foi até o local e constatou a presença do policiamento ostensivo.

“É uma boa notícia. Esperamos poder rodar agora com mais segurança”, comenta Manoel Sousa Lima Jr, presidente em exercício do Sindicato das Empresas de Transporte de Carga de São Paulo e Região. “O Trecho Sul do Rodoanel tem suma importância para a logística de todo o Brasil”, ressalta.

Movimentação

Em um balanço dos quatro meses de funcionamento do Trecho Sul, o governo do Estado de São Paulo registrou a passagem de 5,6 milhões de veículos no anel viário.

Com as restrições aos caminhões anunciadas na última semana pela prefeitura da Capital paulista, os veículos não podem mais trafegar nas avenidas Bandeirantes e Roberto Marinho e na Marginal Pinheiros. O argumento da prefeitura é retirar do perímetro urbano os veículos que apenas passam por São Paulo para acessar outras rodovias. Nesse caso, o Rodoanel é essencial para o desejo da administração pública. Com esta medida, estima-se que haverá um acréscimo de 33 mil veículos de carga por dia no Rodoanel.

Por Leonardo Andrade, Marília Brandão e Victor José – Redação Portal Transporta Brasil

COMMENTS