ANTT já flagrou mais de 4 mil caminhões sem o registro RNTRC

Agência realizou fiscalização nas principais rodovias do País em 28.400 caminhões para verificar o cumprimento à obrigatoriedade do Registro Nacional de Transportador Rodoviário de Cargas (RNTRC). Meta de recadastramento é de 1.154.356 transportadores, mas até agora somente 25% realizaram o registro

ANTT divulga estudos de concessões de rodovias federais
ANTT prorroga prazo de validade dos certificados de RNTRC
ANTT poderá não multar o uso da carta-frete por prazo educativo

A Agência Nacional de Transportes Terrestres já começou a fiscalização do Registro Nacional de Transportador Rodoviário de Cargas, obrigatório a todos os que realizam a atividade de transporte rodoviário no País. A Agência realizou na semana passada uma fiscalização nacional nas principais rodovias e abordou 28.400 caminhões.

Destes, 15% estavam com irregularidades, como falta do registro ou falta de documentos, e foram autuados pela Polícia Rodoviária Federal. O RNTRC é uma exigência e trafegar sem o documento incorre em multa e outras sacões.

Segundo a ANTT, a meta é recadastrar 1.154.356 transportadores até o final do prazo, em 31 de dezembro deste ano, mas, até o momento, somente 25% dos registros foram realizados. “A ANTT não está cancelando os registros antigos, mas eles estão irregulares. Quem não se recastrastar até a data prevista para o número final do registro está sujeito a receber um auto de infração”, afirma o Superintendente de Fiscalização Substituto, José Glauco Dias. As infrações variam de R$ 500 a R$ 5.000.

SAIBA COMO FAZER O RNTRC – Guia Completo

Confira a tabela com as datas finais do prazo para o recadastramento, de acordo com o último dígito do registro:

Por Leonardo Andrade – Redação Portal Transporta Brasil

COMMENTS