ANTT já flagrou mais de 4 mil caminhões sem o registro RNTRC

Agência realizou fiscalização nas principais rodovias do País em 28.400 caminhões para verificar o cumprimento à obrigatoriedade do Registro Nacional de Transportador Rodoviário de Cargas (RNTRC). Meta de recadastramento é de 1.154.356 transportadores, mas até agora somente 25% realizaram o registro

ANTT contabiliza mais de 900 mil emissões de RNTRC
ANTT prorroga prazo de validade dos certificados do RNTRC
ANTT publica edital de licitação de 1,8 mil linhas interestaduais de ônibus

A Agência Nacional de Transportes Terrestres já começou a fiscalização do Registro Nacional de Transportador Rodoviário de Cargas, obrigatório a todos os que realizam a atividade de transporte rodoviário no País. A Agência realizou na semana passada uma fiscalização nacional nas principais rodovias e abordou 28.400 caminhões.

Destes, 15% estavam com irregularidades, como falta do registro ou falta de documentos, e foram autuados pela Polícia Rodoviária Federal. O RNTRC é uma exigência e trafegar sem o documento incorre em multa e outras sacões.

Segundo a ANTT, a meta é recadastrar 1.154.356 transportadores até o final do prazo, em 31 de dezembro deste ano, mas, até o momento, somente 25% dos registros foram realizados. “A ANTT não está cancelando os registros antigos, mas eles estão irregulares. Quem não se recastrastar até a data prevista para o número final do registro está sujeito a receber um auto de infração”, afirma o Superintendente de Fiscalização Substituto, José Glauco Dias. As infrações variam de R$ 500 a R$ 5.000.

SAIBA COMO FAZER O RNTRC – Guia Completo

Confira a tabela com as datas finais do prazo para o recadastramento, de acordo com o último dígito do registro:

Por Leonardo Andrade – Redação Portal Transporta Brasil

COMMENTS