Congonhas, Guarulhos e Santos Dumont não comportam mais voos em horários de pico

Segundo a Anac, atualmente, apenas os aeroportos de Congonhas (SP), de Guarulhos (SP) e Santos Dumont (RJ) têm capacidade limitada para voos nos horários de pico, embora comportem novas operações nos demais horários

Tam Cargo expande terminal de cargas em Belém (PA)
Infraero pode ficar fora da privatização de aeroportos
ANAC realiza fiscalização em 31 aeroportos brasileiros

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) divulgou nota nesta manhã (15/7) esclarecendo que todas as autorizações para voos no país só são dadas pela agência depois de verificada, junto aos órgãos responsáveis, a capacidade dos aeroportos nos pátios, pistas e terminais. Segundo a Anac, atualmente, apenas os aeroportos de Congonhas (SP), de Guarulhos (SP) e Santos Dumont (RJ) têm capacidade limitada para voos nos horários de pico, embora comportem novas operações nos demais horários.

Ontem, (14/7) a agência reguladora divulgou números sobre o crescimento da demanda do transporte aéreo no país, como faz todos os meses, e esclareceu na nota divulgada hoje que esses dados “se referem unicamente ao comportamento da oferta e da demanda das empresas aéreas, não havendo menção [no relatório, disponível na página da Anac na internet] quanto à capacidade dos aeroportos brasileiros”.

A explicação foi dada a propósito de informações divulgadas sobre a capacidade dos aeroportos brasileiros, em face da previsão de demanda para a Copa do Mundo de 2014. De acordo com os dados divulgados ontem, em junho, quando normalmente aumenta a demanda pelo transporte aéreo por causa das férias, houve crescimento em relação ao mês anterior de 16,81% nas rotas domésticas e de 22,31% nas internacionais operadas por empresas brasileiras. Conforme os dados divulgados, no primeiro semestre houve aumento, em relação ao mesmo período do ano passado, de 27,58% na demanda interna e de 13,42% nos voos internacionais.

Link para a matéria original

COMMENTS