Brasil deve produzir e comercializar diesel de cana em 2011

Desenvolvido pela produtora Amyris Biotechnologies, o biocombustível polui menos e apresenta 9% de redução nas emissões de materiais particulados à atmosfera quando comparado ao diesel derivado do petróleo. Testes com o diesel serão efetuados em três ônibus de uma companhia de viação paulistana

Estação de Tratamento Primário de Óleo e Gorduras Residuais é inaugurada em Fortaleza (CE)
Petrobras Biocombustível comemora aniversário e produção acumulada de 242 milhões de litros de biodiesel
Biodiesel é a esperança para “salvar” preço do óleo de soja

De acordo com a produtora de combustíveis Amyris Biotechnologies, o Brasil deve comercializar diesel a partir da cana-de-açucar já no ano que vem, quando a unidade de Pradópolis (SP), da São Martinho, com quem a Amyris tem uma joint venture, entrará em funcionamento. Para suprir à futura demanda de produção, a empresa prevê a união entre produtores locais de etanol, como a Cosan, a Bunge e a Açúcar Guarani.

Utilizando micro-organismos para converter o suco extraído da cana em um diesel semelhante ao combustível fóssil, a Amyris desenvolveu uma tecnologia para biocombustíveis de segunda geração. Por ser a indústria de cana mais competitiva do mundo, a companhia fez do Brasil sua plataforma de operações.

De acordo com organismos reguladores dos Estados Unidos, o combustível polui menos e não compete com a produção de alimentos. Os testes apontaram que a mistura contendo diesel de cana apresentou 9% de redução nas emissões de materiais particulados à atmosfera quando comparado ao diesel derivado do petróleo, mantendo inalterados os parâmetros de desempenho do motor.

Testes em ônibus

Em São Paulo, entrará em andamento um projeto piloto. Visando à autonomia, desempenho e aceitação, três ônibus da companhia de viação Santa Brígida serão abastecidos com o biocombustível e circularão durante seis meses em linhas com grande fluxo. Estão envolvidos no projeto a montadora Mercedes-Benz, que está encarregada de fornecer os veículos, e a Petrobras, que tomará conta da distribuição do diesel de cana.

Por: Victor José – Redação Portal Transporta Brasil

COMMENTS