Coca-Cola e MAN anunciam projeto de caminhão movido a biodiesel B100

Parceria da montadora com a fabricante de bebidas testará veículo capaz de reduzir as emissões de CO2 em até 90%

Nova formulação do diesel exige adequação nos equipamentos
Consumo de combustível no Brasil sobe 5% em 2013
Proibição do uso de carros de passeio com motor a diesel pode chegar ao fim no Brasil

A Coca-Cola Brasil decide utilizar veículo com injeção inteligente de biocombustível. Fabricado pela MAN Latin America, o caminhão Constellation 17.220 poderá rodar com o combustível de origem vegetal, sem perda de desempenho, durabilidade ou confiabilidade. Também será possível utilizar o B100, biodiesel fabricado integralmente a partir de óleos vegetais.
O projeto piloto começa em maio, por meio da atuação da fabricante de bebidas Spaipa, no Paraná e no interior de São Paulo.

O caminhão é capaz de reduzir a emissão de CO2 em até 90%. Gerenciado eletronicamente e sem a adição de qualquer produto especial, o novo sistema permite o monitoramento da operação, ajustando o fornecimento do combustível apropriado para o motor a cada momento (biodiesel ou óleo diesel comum), por meio de uma unidade dosadora.

Com esta iniciativa, a Coca-Cola Brasil torna-se a primeira empresa de bebidas da América Latina a testar caminhão com injeção inteligente. “Para avançarmos, alinhamos nossos compromissos de caráter ambiental, social e econômico em uma plataforma única, a Viva Positivamente. Entre suas ações prioritárias está a diminuição das emissões de CO2, um dos grandes benefícios que ganhamos com esta parceria com a MAN”, explica Rino Abbondi, vice-presidente de Técnica e Logística da Coca-Cola Brasil.

Por: Victor José -Redação Portal Transporta Brasil

COMMENTS