Grupo DHL comemora bons resultados no pós-crise

Lucro do grupo superou os 600 milhões de euros em 2009

Anef divulga balanço semestral de números relativos a créditos para aquisição de veículos
Pacer Logística fatura R$ 39 milhões em 2013
Porto de Santos terá volume de carga recorde este ano, diz Codesp

O Deutsche Post DHL gerou uma receita LAJIR (ou EBIT) de 1,47 bilhão de euros no ano de 2009, superando a expectativa em novembro, que era de 1,35 bilhão de euros. Um dos fatores que contribuiu para este desenvolvimento positivo foi a introdução do programa ‘IndEx’ no fim de 2008. A iniciativa gerou uma economia de 1,1 bilhão de euros – um ano à frente do seu cronograma original e 100 milhões de euros acima do esperado para o fim de 2009. Essa eficiência também foi importante para que o Deutsche Post DHL alcançasse o seu lucro liquido esperado. Após uma queda em 2008, o lucro líquido consolidado do último ano chegou a 644 milhões de euros em 2009. A expansão de capital foi de 1,17 bilhão de euros, dentro das expectativas do grupo.

“Conseguimos gerenciar as repercussões da crise econômica e superamos nossas metas para 2009, disse Frank Appel, CEO do Deutsche Post DHL. “Graças ao nosso gerenciamento de custos e a implementação consistente de nossa estratégia para 2015, estamos em posição de aproveitar a crescente recuperação econômica global.”

A operação brasileira da DHL Express também comemora bons resultados em 2009. No acumulado de janeiro a dezembro, a empresa registrou um aumento de 16% no volume total de remessas em relação ao mesmo período do ano passado, incluindo exportação, importação e doméstico. “Esse crescimento superou as expectativas e foi reflexo das operações e lançamentos de diversos produtos e serviços, incluindo opções econômicas para envios de remessas expressas”, afirma Sérgio Fonseca, diretor de vendas da DHL Express Brasil.

Seguindo a tendência de aquecimento da economia global, a filial brasileira da empresa repete a boa atuação do ano passado e já antecipa os resultados de janeiro de 2010, com 13% de aumento no total de envios, em comparação ao mesmo mês de 2009. Para esse ano, a DHL Express Brasil tem como meta incrementar os volumes, impulsionada principalmente pelas importações. “O crescimento das importações é uma tendência e por isso estamos olhando com mais atenção para esse fluxo do comércio internacional”, conclui Fonseca.

COMMENTS