RNTRC recadastrou somente 196.500 transportadores até 15 de janeiro

Número demonstra baixa procura pelo recadastramento obrigatório do Registro Nacional de Transportador Rodoviário de Cargas. Com o sistema fora do ar até 1º de março, ANTT realiza manutenção de segurança e ainda aguarda os dados de 970 mil transportadores até dezembro

ANTT suspende reajuste do pedágio da BR-393/RJ
Entidades credenciadas para fazer o RNTRC
TCU determina redução de 15,4% em pedágios da BR-101 e da BR-376

O RNTRC, Registro Nacional de Transportador Rodoviário de Cargas, documento obrigatório para a realização da atividade no Brasil, vive dias difíceis. Considerado imprescindível para a regulamentação e o disciplinamento do setor, o Registro tem o objetivo de levantar os dados de toda a frota de veículos de carga que circulam no País, mas a procura pela realização do recadastramento anda baixa.

Até 15 de janeiro, a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) contabilizou o recadastramento de apenas 196.500 transportadores e, de acordo com a Agência, ainda há 970 mil empresas, autônomos e cooperativas para recadastrar até dezembro, quando o prazo termina. Este número corresponde a 16,84% dos 1.116.500 cadastros totais esperados pela Agência.

Aliada à baixa procura pelo recadastramento, a suspensão dos serviços do RNTRC até 1º de março completa o quadro de dificuldades para a realização do registro. Segundo a ANTT, o sistema está completamente fora do ar devido à atualização de rotinas de segurança para verificação de consistência de informações, aumento da usabilidade, segurança e desempenho.

Transportadores de todo o País têm entrado em contato com o Portal Transporta Brasil para tirar dúvidas sobre o recadastramento, considerando o processo difícil e alegando, em alguns casos, que entidades credenciadas para fazer o registro cobram pelo serviço, que segundo a ANTT deve ser gratuito.

Apesar das dificuldades, a ANTT considera que a suspensão para manutenção dos serviços não deverá prejudicar os transportadores brasileiros. “Se ocorrer algum atraso, deverá ficar restrito ao mês de março”, informa nota da assessoria da Agência.

O cronograma para a realização do recadastramento foi alterado recentemente pela ANTT e agora segue um escalonamento de acordo com o dígito final do registro, segundo a tabela abaixo:

Para tirar dúvidas sobre o RNTRC, a ANTT conta com um número gratuito de atendimento: 0800 610 300.

Saiba mais sobre o RNTRC

Por: Leonardo Helou Doca de Andrade – Redação Portal Transporta Brasil

COMMENTS