Standard Logística anuncia investimentos de R$ 35 mi em três unidades

Para a unidade gaúcha do grupo, serão investidos R$ 7 milhões na ampliação da estrutura

Terminal intermodal em Esteio (RS) oferece vantagens logísticas
Ministério da Agricultura define normas e prazos para unidades armazenadoras
ID Logistics amplia portfólio de serviços com armazéns em SP, RJ e DF

A Standard Logística aproveita o aniversário de 10 anos de atuação no mercado para anunciar uma série de investimenos em suas unidades de Cambé/PR, Cubatão/SP e Esteio, no Rio Grande do Sul, que devem atingir os R$ 35 milhões. Para a unidade gaúcha do grupo, serão investidos R$ 7 milhões na ampliação da estrutura. Com este aumento de área, a unidade adiciona 6,5 mil posições paletes em armazenagem frigorificada, totalizando 25 mil posições paletes para o atendimento aos mercados interno e externo.

“Este aumento de capacidade de armazenagem associado ao Terminal Intermodal Rodoferroviário do complexo em Esteio, irá melhorar ainda mais a logística de escoamento de produtos frigorificados para o porto de Rio Grande, além da vantagem competitiva que reduz em até 20% a conta frete”, explica Alan Fuchs, diretor de Gestão da Standard.

Iniciando o ano contra as previsões do mercado, a Standard registra um crescimento na armazenagem e movimentação de cargas em 2009, se posicionando como a maior operadora especializada em logística intermodal frigorificada. Cerca de mil colaboradores operam as Unidades e Terminais Intermodais Rodoferroviários da Companhia no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Mato Grosso. Ao total, somam mais de 90 mil posições paletes, crescendo em média 55% ao ano.

Na área do Terminal Intermodal Rodoferroviário de Cambé, no Paraná, a Standard fará a instalação de um armazém frigorificado com 5 mil posições paletes e a ampliação do pátio para estufagem de contêineres dry. O depot para contêineres vazios fará a sinergia com os armadores. A Unidade irá operar como Redex – Recinto Especial para Despacho Aduaneiro de Exportação para facilitar as operações, permitindo que a carga do cliente já saia desembaraçada para os portos do Paraná e São Francisco do Sul, em Santa Catarina. As obras devem começar em janeiro, com previsão de início de operações em abril.

O investimento anunciado para o Terminal Intermodal Rodoferroviário em Cubatão, em São Paulo, é de R$ 13 milhões. A previsão do início das operações é ainda no primeiro semestre e faz parte do Corredor Intermodal Mato Grosso – Santos, que liga os exportadores do Centro-Oeste através do Terminal Intermodal da Standard em Alto Taquari, até o Porto de Santos.

“Mais uma vez pensando em nossos clientes, ofereceremos uma grande vantagem competitiva, pois a intermodalidade pela ferrovia aliada aos serviços de armazenagem, transporte, terminal de contêineres e Redex em nossa Unidade de Cubatão, permite aos exportadores escoarem seus produtos pelo Porto de Santos com redução de custos e opções de negócios no mercado internacional”, declara Linda Machado, diretora Comercial da Standard.

COMMENTS