Rodovias do Rio terão operação contra roubo de cargas, contrabando e sonegação fiscal

Uma operação de fiscalização será desencadeada pelo governo estadual no início de fevereiro nas quatro rodovias que ligam o Rio de Janeiro a São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo

Center Cargo é uma das empresas indicadas ao Prêmio de Eficiência Logística
Renault tem novo presidente no Mercosul
Crise é chance para logística

O governo do estado do Rio de Janeiro vai apertar o cerco contra o roubo de cargas, o contrabando e a sonegação fiscal em território fluminense. Uma operação de fiscalização será desencadeada pelo governo estadual no início de fevereiro nas quatro rodovias que ligam o Rio de Janeiro a São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo.

A mega-operação, chamada Barreira Fiscal, contará com oito pontos fixos de fiscalização, além de seis equipes volantes que vão circular pelo estado.

Entre as rodovias que contarão com fiscalização estão a Presidente Dutra (BR-116), mais conhecida como Rio-São Paulo, a Rio-Santos (BR-101), que também liga os dois estados, a BR-101 norte, que liga o Rio ao Espírito Santo, e a Rio-Juiz de Fora (BR-040), que liga o Rio de Janeiro a Minas Gerais.

Cerca de 600 servidores vão se revezar 24 horas por dia nos postos de fiscalização do estado. Nas blitzes, os agentes vão cobrar as notas fiscais, pesar caminhões e vistoriar as cargas. Em alguns casos, os caminhões poderão ser monitorados até o seu destino final, escoltados por uma viatura. Está sendo negociado também o empréstimo de um scanner (aparelho de raio-X) com a Receita Federal.

Link para a matéria original

COMMENTS