Pedidos para rodovias negados

Em 2007, foram solicitados R$ 22 milhões para obras na BR-174, mas a emenda foi rejeitada. Em 2009, novo pedido de recursos para obras na rodovia, no trecho entre Castanheira e Aripuanã (MT)

Braskem incorpora petroquímica Triunfo
Bolsa de Valores de São Paulo opera em queda
Faixa de pedestre poderá ser obrigatória na proximidade de escola

Entre as emendas da bancada de Mato Grosso rejeitadas pelo governo federal nos últimos três anos destacam-se várias que destinam recursos para obras de restauração de rodovias. Em 2007, foram solicitados R$ 22 milhões para obras na BR-174, mas a emenda foi rejeitada. Em 2009, novo pedido de recursos para obras na rodovia, no trecho entre Castanheira e Aripuanã, desta vez no valor de R$ 12 milhões. O pedido novamente foi negado.

Em 2008, foi rejeitada uma emenda que solicitava R$ 13 milhões para projetos de desenvolvimento no setor agropecuário, que seriam promovidos pela Empaer (Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural), empresa estadual que, segundo o governo já informou, precisa passar por uma reestruturação.

Já em 2009, foram rejeitados os pedidos para investimentos em infra-estrutura econômica em Rondonópolis (R$ 4,5 milhões), Várzea Grande (também R$ 4,5 milhões) e Sinop (R$ 5 milhões). Foram negadas emendas para projetos de desenvolvimento urbano para os municípios de Cuiabá, no valor de R$ 21 milhões. Um projeto de infraestrutura turística no valor de R$ 5,8 milhões para Rondonópolis também foi rejeitado, assim como outro para infra-estrutura social, também para Rondonópolis.

Link para a matéria original

COMMENTS