Governo e produtores discutem recuperação de rodovias (MS)

Segundo o secretário Edson Giroto (Obras Públicas e Transportes), as ações do governo vão priorizar as rodovias estaduais, mas, em conjunto com os municípios, também poderão ser corrigidos problemas nas vicinais

Perdigão e Sadia concluem plano de sinergia de fábricas
Ibama suspende licenciamento de rodovia do PAC
Rio aumenta fiscalização nas rodovias federais no estado para combater sonegação

Governo, prefeituras e entidades do setor produtivo vão atuar juntos na identificação dos principais pontos críticos na malha viária. A partir dos levantamentos, as equipes da Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul) vão atuar de forma direcionada. Segundo o secretário Edson Giroto (Obras Públicas e Transportes), as ações do governo vão priorizar as rodovias estaduais, mas, em conjunto com os municípios, também poderão ser corrigidos problemas nas vicinais.

As fortes chuvas que ajudaram a produtividade também causaram estragos em rodovias de terra e na malha estadual asfaltada. “Vamos ter neste ano uma super safra. É um momento importante para o Estado, porque depois de anos faltando chuva, agora a chuva veio. E o governo vai estar ao lado dos produtores”, garantiu o governador em exercício, Murilo Zauith. Murilo e o secretário Giroto reuniram hoje (11), em Dourados, prefeitos da região para encaminhar um plano de ações para o setor. O governo assegurou que todas as Residências Regionais da Agesul estarão à disposição para agir de forma pró–ativa na recuperação viária. “Nossas regionais já estão orientadas a ouvir todas as demandas das lideranças e dos produtores, e, a partir daí, vamos atacar os pontos críticos”, afirmou Giroto.

O vice-prefeito de Maracaju, Alberto Kuending, foi a Dourados para a reunião munido de boas expectativas quanto à colheita desta safra. O município, que é líder estadual na produção de grãos, tem nesta safra 200 mil hectares de lavoura de soja e espera colher seis milhões de toneladas de grãos. Segundo Kuending, as duas patrolas e quatro caminhões de que a prefeitura dispõe são insuficientes para a recuperação de cerca de três mil quilômetros de estrada. O vice-prefeito saiu otimista da reunião, apostando na viabilidade da disponibilização de equipes da Agesul para trabalho conjunto de recuperação das vias. “Sem dúvida, a melhoria das estradas é um fator de sucesso para a safra”, avalia.

No extremo sul, os prefeitos de Amambaí, Aral Moreira e Laguna Carapã já estão organizados para trabalhar em parceria. O prefeito Dirceu Lanzarini também ficou satisfeito com a disponibilidade demonstrada pelo governador em exercício e o secretário de Obras em unir forças para dar o suporte necessário ao escoamento agrícola. “Isso é muito bom, porque a expectativa da safra é ótima, mas de nada adianta se não houver como escoar. Nós nos unimos a Laguna Carapã e Aral Moreira para levantar os pontos críticos, e aí contaremos com equipe volante da Secretaria de Obras para auxiliar na recuperação”, afirmou o prefeito de Amambaí.

Na próxima semana, Giroto se reúne com prefeitos do Bolsão, em Chapadão do Sul, para tratar da recuperação viária naquela região.

Link para a matéria original

COMMENTS