Companhia aérea japonesa entra com pedido de concordata e cancela voo no Brasil

Segundo agências internacionais, as dívidas da companhia já ultrapassavam US$ 25,4 bilhões

Área de porto público e privado persegue eficiência e aportes
Daer padroniza nomenclatura de rodovias no RS
Artigo: Qualidade acima de tudo

A Japan Airlines (JAL), maior companhia aérea japonesa, comunicou hoje (19) à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) que entrou com pedido de concordata e que, diante disso, cancelou uma de suas frequências (conjunto pouso-decolagem) no Brasil. Segundo agências internacionais, as dívidas da companhia já ultrapassavam US$ 25,4 bilhões.

A companhia comunicou, por meio de nota à imprensa, que continuará efetuando seus voos em decorrência do apoio financeiro do Enterprise Turnaround Initiative Corp of Japan (Etic), fundo de recursos do governo japonês voltado a resgatar empresas.

A concorda não significa que uma empresa abriu falência e, sim, que ela reduzirá parte de suas atividades normais e tentará, por meio de novas atividades, reconstituir-se financeiramente para evitar a falência.

Atualmente, a Japan Airlines voa a partir de São Paulo, com escala em Nova York e destino final em Tóquio, com saídas às segundas, quintas e sextas-feiras e chegadas às quartas, quintas e domingos. Segundo a Anac, a empresa pediu o cancelamento da frequência que tem chegada às quarta-feiras e saídas às quintas-feiras.

Segundo a Anac, a companhia japonesa terá que prestar atendimento a passageiros com bilhetes comprados para a frequência que será cancelada. Provavelmente, de acordo com a Anac, os passageiros serão transferidos para outra frequência.

Link para a matéria original

COMMENTS