Falta de travamento adequado foi uma das causas da queda de vigas do Rodoanel, diz IPT

O documento, divulgado pela Secretaria de Transportes de São Paulo, aponta ainda que o desabamento ocorreu pela “falta de horizontalidade das superfícies das bases de apoio”, que não suportou a uma “força horizontal”

Korean Air tem prejuízo líquido de US$ 493 milhões
Navegação Aliança conclui navio em 2010
Logística busca diversificar contratos em 2009

O Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) concluiu que a causa da queda de três vigas do viaduto em obras do Rodoanel foi a falta de travamento adequado e a “insuficiência de atrito nas interfaces das vigas com as bases de apoio”.

O documento, divulgado hoje (28) pela Secretaria de Transportes de São Paulo, aponta ainda que o desabamento ocorreu pela “falta de horizontalidade das superfícies das bases de apoio”, que não suportou a uma “força horizontal”.

A queda das três vigas ocorreu o dia 13 de novembro na Rodovia Régis Bittencourt, na altura do quilômetro 279, na pista sentido São Paulo. Elas atingiram três veículos, causando ferimentos em várias pessoas.

A secretaria informou também que “será feita a devida apuração das responsabilidades contratuais e funcionais pela prática do acidente, além da responsabilidade penal que é objeto de inquérito policial”.

O texto afirma também que a Desenvolvimento Rodoviário S.A (Dersa) apurará as responsabilidades contratuais e funcionais, que também serão acompanhadas pela Corregedoria Geral de Administração.

A nota diz ainda que as obras só serão retomadas após o dia 4 de janeiro por recomendações da Polícia Rodoviária Federal e que o IPT acompanhará as provas de carga de todas as obras do Rodoanel.

Link para a matéria original

COMMENTS