Vacaria vai ganhar um aeroporto

Sistema aeroportuário do Estado deve receber R$ 31 milhões somente em 2009

Anac reajusta tarifa de embarque de seis aeroportos
Lei pode limitar espera em filas em aeroporto a 40 minutos
Justiça Federal bloqueia bens da Pluna no Brasil

O governo do Estado está prestes a firmar o convênio com a Aeronáutica quanto aos recursos do Programa Federal de Auxílio a Aeroportos (Profaa) para realizar as obras do aeroporto de Vacaria. O diretor do Departamento Aeroportuário (DAP), Fernando Coronel, acredita que na próxima semana deverá ser assinado o acordo para começar o trabalho do complexo.

O dirigente relata que, tão logo seja feito o acerto, a construção poderá ser iniciadas. O acordo já havia sido estabelecido com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), mas, como a entidade repassou a competência dos recursos do Profaa para o Ministério da Defesa, será necessário assinar o novo convênio.

A pista do aeroporto de Vacaria contará com 2.020 metros de extensão por 30 metros de largura. O complexo será destinado, principalmente, para o transporte de cargas como frutas e flores. Serão investidos na iniciativa em torno de R$ 18 milhões. O tempo estimado para concluir o empreendimento é de 24 meses.

No total, o montante previsto para ser aplicado no sistema aeroportuário gaúcho neste ano, em melhorias e reformas, é de cerca de R$ 31 milhões. Os recursos provêm do governo estadual, Profaa e Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide). Para 2010, a expectativa é de que o investimento atinja um patamar semelhante ao de 2009.

“O sistema aeroportuário, assim como a integração dos modais logísticos, é ponto estratégicos para o Estado”, afirma o secretário de Infraestrutura e Logística, Daniel Andrade. Além da estrutura de Vacaria, outras medidas no setor aeroportuário estão sendo tomadas pelo governo gaúcho. Na quinta-feira, Andrade e Coronel assinaram contratos que beneficiam os aeroportos de Caxias do Sul, Erechim e Passo Fundo.

Em Caxias do Sul, o terminal de passageiros será ampliado em 400 metros quadrados, além de ter a área atual reformada. O investimento na ação, que tem um prazo de 15 meses para ser concluída, é de cerca de R$ 2,4 milhões. Já o aeroporto de Erechim, em quatro meses, terá o pavimento asfáltico da pista de pouso e decolagem, com 1,28 mil metros de comprimento e 30 metros de largura, restaurado. E o aeroporto de Passo Fundo receberá um caminhão de combate a incêndio, no valor de R$ 1,26 milhão, que deve entrar operação em até seis meses.

Veja matéria original

COMMENTS