Dersa inaugura primeiros quilômetros da Nova Marginal Tietê

Primeiras faixas foram inauguradas na sexta-feira, dia 23 de outubro, com 1.500 mudas de árvores nativas como compensação ambiental. Os primeiros 3,4 quilômetros da Nova Marginal Tietê estão localizados no sentido Castello Branco entre a Ponte da CPTM e a da Freguesia do Ó e na altura da Ponte Tatuapé

Ford Caminhões estuda entrar no segmento de extrapesados
Cai número de roubo de carga em SP no mês de agosto
Caminhoneiros bloqueiam rodovias de SP, MG e ES por melhorias na categoria

dersa-nova-marginal-tiete

Os primeiros quilômetros da ampliação da Marginal Tietê, uma das principais vias de São Paulo, projeto que está sendo empreendido pela Dersa, foram liberados para o tráfego nesta sexta-feira, 23 de outubro. São 3,4 quilômetros de pistas novas, de um total de 15 quilômetros que integram a nova pista central da via. As obras tiveram início em junho deste ano e têm causado alguma polêmica no setor de transportes devido à interdição de pontes para a construção das pistas.

Os trechos já liberados pela Dersa ficam no sentido Castello Branco da via. O primeiro, com 2,2 quilômetros de extensão, está entre as pontes da Freguesia do Ó e CPTM e o outro, com 1,2 quilômetro, fica próximo à Ponte do Tatuapé e vai até a interligação com a saída para a Via Dutra.

Segundo a Dersa, as novas pistas já entregues permitirão maior fluidez do tráfego em direção ao Complexo Anhanguera-Bandeirantes aliviando a concentração do fluxo da via local principalmente no entorno das pontes da Freguesia e do Piqueri. O acesso para a nova pista central se dará tanto pela pista expressa como pela local. Com a inauguração deste acesso, o benefício será percebido de imediato pelos usuários, pois aumentará a fluidez da pista expressa para quem deseja seguir além da Ponte do Tatuapé e poderá evitar o tráfego normalmente carregado na pista local, que hoje concentra o fluxo vindo da Avenida Salim Farah Maluf. O mesmo ocorre no sentido inverso, além daquele que se dirige a outros pontos da via.

Compromisso Verde

Cumprindo o estabelecido no programa de compensação ambiental a área recebe também as primeiras novas ávores: ao longo desses 3,4 km de pista estão sendo plantadas 1.464 mudas de espécies como ipê roxo, pau ferro, guanandi, paineira,ipê-branco, sibipiruna, quaresmeira e capororoca, entre outras.

No lote 1 (Ponte das Bandeiras-Ponte da CPTM), as 981 novas plantas se somarão às 60 árvores transplantadas e 107 preservadas. No lote 2 (Ponte do Tatuapé- Ponte das Bandeiras), serão 483 novas, 19 árvores transplantadas e 114 preservadas.

Ao final do projeto, a Marginal Tietê terá o triplo da vegetação atual, além de receber mais 83 mil mudas e projetos paisagísticos nas áreas do entorno pertencentes a oito subprefeituras – Casa Verde, Freguesia do Ó, Lapa, Mooca, Pirituba, Santana, Sé e Vila Maria.

Promessa de maior fluidez

A Dersa acredita que a abertura dos dois trechos já prontos darão maior agilidade ao trânsito da via mais congestionada da cidade, que apresenta filas diárias com média de 30 quilômetros de lentidão nos horários de pico, representando 25% de todo o tráfego da cidade. Segundo a Dersa, com a readequação, haverá grandes benefícios para a população não só da Capital, como também do interior do Estado que utiliza a Marginal para acessar as rodovias que cruzam São Paulo e a própria cidade. A expectativa é que se tenha redução de congestionamentos, o que deve diminuir o tempo das viagens em cerca de 35%, além de evitar mais desperdício de combustível, elevação dos custos de manutenção das vias e dos veículos, bem como queda dos níveis de poluição do ar.

Custo

O custo da obra está orçado em R$ 1,3 bilhão com investimentos do governo do Estado e das concessionárias que administram as rodovias Bandeirantes/Anhanguera e Ayrton Senna/Carvalho Pinto. A previsão de conclusão da pista central, com três novas faixas em cada sentido, é março de 2010. As quatro novas pontes (Complexo Bandeiras, Cruzeiro do Sul, Tatuapé e Complexo Dutra/Castelo Branco) e três viadutos devem ser concluídos até outubro do ano que vem. Também serão implantados novos sistemas de monitoramento eletrônico e de sinalização de orientação, com controle de carregamento das pistas orientando o usuário por meio de um Centro de Controle de Operação (CCO).

Por: Leonardo Helou Doca de Andrade – Redação Portal Transporta Brasil

Leia mais notícias sobre a Nova Marginal Tietê:

Confira as rotas alternativas para a Marginal Tietê, em São Paulo

Nova Marginal Tietê fica mais cara e poderá custar quase R$ 2 bilhões

Mobilidade em São Paulo agoniza

Marginal Tietê: Começam hoje interdições em 3 pontes

Cinco pontes da Marginal Tietê serão interditadas até início de 2010

São Paulo anuncia Nova Marginal Tietê

COMMENTS