Petrobras fornecerá diesel menos poluente para frota curitibana de ônibus

Curitiba receberá de 7 a 8 mil metros cúbicos do diesel S-50 por mês, importado da Índia

Presidente da Infraero lança obras no Galeão e diz que é contra privatização de aeroportos
Carga tributária subiu para 37,58% do PIB em 2008, indica estudo da CNM
Fundo vai beneficiar trabalhadores do Porto de Itajaí atingidos pela chuva

O diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, oficializou hoje (16), em Curitiba, o fornecimento do novo diesel S-50, que já está sendo utilizado desde o início do mês de agosto pelos 1,7 mil  ônibus urbanos da capital e região metropolitana.

“O diesel S-50 tem 50 partes por milhão [ppm] de enxofre, o que reduz a emissão de material particulado para o meio ambiente em até 15%”, afirmou.

Os demais veículos a diesel da região usam o diesel S-500, que tem 500 ppm de enxofre. “Para a  frota de ônibus, conseguimos reduzir em dez vezes o efeito da  poluição. Até 2013, todas as regiões metropolitanas do Brasil já devem estar usando o diesel S-50. Os veículos novos que serão produzidos no Brasil, com nova tecnologia, novos motores, utilizarão o diesel S-10, de 10 ppm de enxofre”, adiantou o diretor.

Ele ressaltou que estas medidas são importantes na redução dos efeitos da poluição do meio ambiente das grandes cidades e garantiu que essa redução poderá chegar a 80% quando, além do combustível, forem utilizados motores com tecnologia  mais avançada.

Curitiba receberá de 7 a 8 mil metros cúbicos do diesel S-50 por mês, importado da Índia. O produto chegará de navio até o Porto de Paranaguá, onde ficará armazenado em tanques arrendados pela Petrobras. De lá, o combustível será transportado em caminhões, para armazenagem em tanques arrendados pelas distribuidoras, em Araucária.

Segundo Costa, a estatal tem o compromisso com a população brasileira de melhorar a qualidade dos derivados. “Mas, para resolver o problema de emissão de poluentes, precisamos, também, de novas tecnologias, novos motores. Além da qualidade do combustível, onde a Petrobras está investindo cerca de U$ 8  bilhões, temos que ter motores bem regulados, com órgãos de fiscalização rigorosos e uma boa engenharia de tráfego, para evitar congestionamentos”, acrescentou.

A distribuição do diesel S-50 atende a cronograma estabelecido por acordo judicial firmado com o Ministério Público Federal, definido sob orientação do Ministério do Meio Ambiente. Desde janeiro, o S-50 é utilizado nas frotas de ônibus urbanos de São Paulo e Rio de Janeiro. Em maio, o combustível  passou a ser utilizado também em Fortaleza, Recife e Belém. Em janeiro de 2010, o novo diesel estará disponível em Porto Alegre, Belo Horizonte, Salvador e região metropolitana de São Paulo. (Lúcia Nórcio-Repórter da Agência Brasil)

Veja matéria original

COMMENTS