Lula inaugura ponte na fronteira do Brasil com a Guiana

A obra, que recebeu cerca de R$ 9 milhões em investimentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), amplia a capacidade operacional do aeroporto de 270 mil para 330 mil passageiros por ano

Sem exportação, caminhões buscam alternativas internas
Vendas de trator caem em abril
Logística busca diversificar contratos em 2009

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva passa o dia em Roraima, onde cumpre diversos compromissos em Boa Vista e no município de Bonfim. O desembarque da comitiva está previsto para as 10h no Aeroporto Internacional de Boa Vista.

Na cidade, ele dá entrevista a rádios locais (10h20) e inaugura, às 11h30, o novo Terminal de Passageiros do aeroporto internacional. A obra, que recebeu cerca de R$ 9 milhões em investimentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), amplia a capacidade operacional do aeroporto de 270 mil para 330 mil passageiros por ano.

No início da tarde (13h), Lula vai para Bonfim, onde se reúne com o presidente da Guiana, Bharrat Jagdeo. Na ocasião, inaugura a ponte sobre o Rio Itacutu, na fronteira entre os dois países. Também assina com o presidente guianense acordos na área de defesa e de isenção parcial de vistos (de negócio). Serão firmados ainda memorandos de entendimento para a promoção do comércio e do investimento e para a criação do Comitê de Fronteira e documentos de ajustes complementares para a implementação dos projetos Mapeamento Geológico e da Geodiversidade na Fronteira Brasil – Guiana, além de Manejo Integrado da Mosca da Fruta..

De volta a Boa Vista (16h30), Lula se reúne com representantes de povos indígenas. Em seguida (18h30), participa de cerimônia de assinatura de atos com o governo do estado. Serão firmados acordos de cooperação para regularização de lotes urbanos em Boa Vista e em mais quatro municípios; financiamento para construção de mil casas do Programa Minha Casa, Minha Vida; contrato do Programa de Aceleração do Crescimento – Drenagem; entrega de títulos para pequenos agricultores; transferência de terras para o estado; assinatura de convênio de infraestrutura em Boa Vista e homologação da terra indígena Anaro.

COMMENTS