Exportações pelo Porto de Paranaguá cresceram 42,45% em agosto

Os embarques superaram 2,3 milhões de toneladas, enquanto em agosto de 2008 esse volume foi de pouco mais de 1,6 milhão de toneladas

Senadores pedem rapidez na votação de projeto sobre transporte
Embraer crê em demanda global de 13 mil aviões executivos em 10 anos
Abertura de licitação de obras no Porto de Paranaguá é adiada

As exportações pelo Porto de Paranaguá tiveram alta de 42,45% em agosto, na comparação com o mesmo mês do ano anterior. Os embarques superaram 2,3 milhões de toneladas, enquanto em agosto de 2008 esse volume foi de pouco mais de 1,6 milhão de toneladas. Os granéis sólidos, especialmente soja e milho, foram os principais responsáveis pelo expressivo aumento do volume movimentado.

Os embarques de milho por Paranaguá aumentaram 157,91% em agosto, em relação ao mesmo mês de 2008, totalizando 267,8 mil toneladas; desempenho semelhante ao da soja, que cresceu 154,52% com o embarque de 361,3 mil toneladas. Açúcar e farelo também mostraram resultados superiores ao do ano passado, na comparação entre os meses de agosto: 55,83% e 42,99%, respectivamente.

Na comparação com julho, as exportações de soja em agosto caíram 18,8%. Mesmo assim, no acumulado de janeiro a agosto, os embarques da oleaginosa foram 24,4% superiores ao mesmo período do ano passado. A soja embarcada em Paranaguá, nos primeiros oito meses deste ano, totalizou mais de 4,6 milhões de toneladas.

De acordo com o engenheiro agrônomo do Departamento de Economia Rural (Deral) da Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento, Otmar Hubner, este ano, apesar de exportar bem, os produtores foram fechando as vendas da soja de forma mais lenta, esperando que o preço melhorasse. Como essa expectativa não se confirmou – havendo inclusive queda em julho em relação a junho -, os produtores decidiram acelerar a comercialização em agosto, temendo novo recuo no preço.

Hubner acredita que a entrada mais intensa da China no mercado internacional influenciou no desempenho das exportações de soja em agosto. O mercado chinês é o principal comprador da soja que é exportada pelo Porto de Paranaguá. Das 4,3 milhões de toneladas embarcadas de janeiro a julho (os dados de agosto em relação a mercados ainda não estão consolidados), 2,2 milhões de toneladas tiveram como destino o país asiático.

Em relação às exportações de milho, a explicação é outra. De acordo com a engenheira agrônoma do Deral, Margorete Demarchi, o aumento nas vendas externas teve o estímulo da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), que realizou leilões para escoar a produção principalmente do Mato Grosso. “O governo federal interveio bastante e continua sinalizando com novos leilões para o escoamento, pois a região Centro-Oeste teve uma safra recorde e não tem capacidade de estocagem”, afirmou.

A Conab realizou neste ano pelo menos 15 leilões de Prêmio de Escoamento de Produção para garantir a comercialização de 1,3 milhão de toneladas de milho. O último foi realizado nesta terça-feira (15), quando foram leiloadas 800 mil toneladas de milho.

RECEITA – Como no resto do País, os produtos primários são os que têm mantido as exportações em alta no Porto de Paranaguá, assegurando certa estabilidade na receita cambial, mesmo com a queda nas vendas externas de produtos de maior valor agregado, como veículos. A receita das exportações em agosto deste ano foi de US$ 1,197 bilhão, o que representou ligeira queda (1,56%) em relação ao mesmo mês de 2008, quando as vendas externas somaram US$ 1,216 bilhão.

Nessa conta, novamente, as exportações de soja aparecem com resultados positivos bastante expressivos. A receita cambial mais que dobrou, passando de US$ 105,260 milhões em agosto de 2008 para US$ 212,440 milhões no mesmo mês deste ano. Somente os produtos congelados superaram a receita gerada pela soja no mês: US$ 269,218 milhões, o que representou aumento de 9,8% em relação ao ano passado. As exportações de farelos garantiram a terceira maior soma: US$ 164,314 milhões, valor 25,67% maior que o registrado em agosto de 2008.

Veja matéria original

COMMENTS